Home / Colunistas / Ano Novo na minha televisão velha

Ano Novo na minha televisão velha

 
“Ói nóis aqui traveis”
 
Aquela ameaça foi cumprida, estou de volta para sua pouca alegria e muita tristeza.
 
E quero dizer que gostei de praticamente toda programação televisiva do fim de ano. Show do Roberto Carlos já nem comento mais, incrivelmente ótimo.
 
Destaque mesmo dou para o “Bake Off Brasil”, SBT, com os artistas da casa. Sensacional. Primeiro episódio com o Ratinho como convidado e o segundo com o Danilo Gentili de convidado. Difícil escolher qual foi o melhor dia. Minha mãe riu muito. Adorou.
 
Falando em Danilo Gentili…
 
Tinha saudade daquele humor estilo quinta série na televisão. Hoje mato minha vontade assistindo o apresentador do SBT.
 
Mudando de assunto…
 
Que em 2018 artistas sejam mais sinceros em suas opiniões. E que não fiquem pedindo desculpas depois de serem sinceros.
 
Já nos últimos anos…
 
Na tela da Globo tem o “Show da Virada”. Eu gostava mesmo quando tinha o “Réveillon do Faustão”. Era mais legal. Poderia ter repeteco.
 
Aproveitando…
 
No SBT, a virada tinha que ser apresentada pelo Ratinho junto com o Silvio Santos.
 
Falando daquele assunto que eu quase não gosto…
 
Está terminando “Pega Pega”, Globo. Mais uma ótima novela. E mais uma daquelas que falaram mal, reclamaram do casal principal e citaram que a trama anterior era bem melhor. Os chatos de sempre. Hoje, “Pega Pega” está com uma audiência fenomenal.
 
E em 2018, apesar da Copa do Mundo, o Brasil vai continuar sendo o país da novela. Graças a Deus!
 
Mudando de assunto de novo…
 
Entrei no quarto e encontrei minha mãe chorando muito. Estava emocionada assistindo “Lazinho Com Você”, Globo. Só por isso já sei que o programa alcançou o seu objetivo. Televisão é emoção.
 
Falando mais do mês de dezembro…
 
Sempre bom acompanhar o “Ding Dong” do “Domingão do Faustão”, Globo. Principalmente com grandes cantores que estão sumidos da mídia.
 
Agora, mais uma daquelas mudanças de assunto…
 
Não lembro se comentei, mas em 2018 teremos Cátia Fonseca na tela da Band. Claro que dinheiro pesa, mas eu não mudaria. A Band é uma emissora que não se define. Agora, já que o “Mulheres” da Gazeta vai ficar sem apresentador, eu deixaria no comando o humorista Guilherme Uzeda, dono do personagem “Tia” (que já faz parte da atração).
 
Para fechar…
 
Sei que não vai acontecer, mas que em 2018 seja um ano com menos mimimi. E que os fanáticos que adoram discutir política fiquem calados.

Sobre Marcio Torvano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
mikkelsen.torrie@mailxu.com trovinger-rxd@mailxu.com