Home / Colunistas / Em Off

Em Off

Isso tem que parar 

Na sessão da última terça-feira o Legislativo de Osasco mais uma vez foi motivo de comentários negativos sobre episódios que, via de regra, acontecem, dessa vez muito grave com tentativa de agressão, aliás mútua agressão, entre um munícipe e o vereador Pelé da Cândida (PSC). Com o advento das redes sociais, como exemplo o popular Facebook, autoridades são motivos de críticas, fofocas e graves acusações. E eles devem se preparar, são pessoas públicas que receberam o voto popular e qualquer “escorregada” é motivo para ocorrer protestos e agressão verbal e até física como o desenlace de terça-feira dentro de um próprio público municipal.

 

Falta de respeito

O munícipe Messias Araújo, há cerca de três semanas havia soltado uma nota se referindo, ainda que indiretamente, ao vereador Pelé da Cândida que esse teria sido assaltado em sua residência. Nas entrelinhas, teriam levado um milhão de reais. Fato negado a esse colunista pelo vereador. Na sessão de terça-feira, ao usar da tribuna, o vereador vendo Messias nas galerias desandou a acusá-lo: “Teve um certo jornalista, que pra mim é um picareta, falou que foi roubado um milhão de reais da minha casa. Ele é um mentiroso e já entrei na justiça contra ele … você é um ‘extorquidor'”, disse o vereador trocando farpas com o munícipe. Ao encerramento da Sessão Ordinária, Pelé não satisfeito foi ao fundo do Plenário e ambos de novo discutiram, até que provocados saíram até o saguão quando houve, além das farpas, a tentativa de agressão.

 

Perigo em Vista 

Moradores da Zona Norte, mais exatamente aqueles que trabalham na Avenida Jackson Byington estão muito preocupados. E é exatamente na altura do número 1525, onde por lá é constante os acidentes com pedestres; riscos, principalmente aos mais de 700 funcionários da indústria Sika do Brasil que necessitam atravessar a pista. O motivo é que naquele ponto da avenida não há nenhuma sinalização viária. Portanto é de suma importância a instalação de lombadas, faixa para pedestres e placas com redução de velocidade. Uma comissão está sendo formada para que a Setran (Secretaria de Trânsito) tome, imediatamente, as devidas providências.

 

Não gostou 

O ex-prefeito Francisco Rossi (PR), não anda nada satisfeito com o ex-deputado federal João Paulo Cunha (PT). Se já andava chateado, a situação se traumatizou mais ainda após uma coletiva do ex-parlamentar, com jornalistas, ocorrida semana passada na sede do PT de Osasco. Cunha em determinados momentos começou a fazer questionamentos sobre a Educação; pasta comandada pela filha do ex-prefeito e depois desandou a falar sobre o lixo e aterro sanitário que foi criado na administração de Rossi. O aterro recentemente foi fechado por ordem judicial e João Paulo não poupou críticas sobre os gastos diários para o recolhimento e depósito do lixo agora em Caieiras, com custo de R$100 mil diários.

 

Comerciários

Os sindicatos Secor e Sincomércio, ambos representantes do comércio da região de Osasco, onde envolvem milhares de empresas e comerciários, martelaram essa semana acordo da pauta salarial da data base. A convenção, por parte do Sincomércio, reuniu representantes das mais diversas empresas do ramo, como, Casas Bahia, Pernambucanas, C&A, Ponto Frio, Casas Ângela e outras. Com isso, o reajuste para salários até R$ 6500,00 é 1,75%, acima até 11 mil; 1,73% e acima disso a negociação é livre com a garantia de R$ 190 no salário. As demais claúsulas foram mantidas permanecendo o acordo da convenção de 2016. A exceção foi a suposta alteração com reabertura de negociação em fevereiro para ajustar à reforma trabalhista, naquilo que for necessário.

 

Chance aos novatos

No vácuo de Celso Giglio – falecido em julho desse ano – que sempre foi campeão das urnas, candidatos novatos podem abocanhar boa parte dos votos do tucano. Nomes de “pré-néo” interessados estão surgindo para a próxima eleição. A fase da moralização, deve sim beneficiar aqueles de “primeira viagem”. E pra ajudar ainda mais, o deputado Marcos Martins (PT) já adiantou que vai mesmo pendurar as chuteiras. Dono de três mandatos, Martins, não deve entrar na disputa para deputado estadual ano que vem.

Sobre Nilson Martins

Nilson Martins é paulista, natural de Manduri. Iniciou carreira jornalística em 1977. Seu primeiro jornal foi o Grande Osasco, depois passou por vários periódicos como Diário da Região, A Rua, Tribuna Popular, Tribuna da Região, TV Esporte Mais, TV Cidade e atualmente Correio Paulista e TV Osasco. Proprietário do site QG Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
michaux_lucinda@mailxu.com prevost-tatiana@mailxu.com