Home / Colunistas / Idas e vindas televisivas

Idas e vindas televisivas

Adriane Galisteu derrubou o Faustão. O apresentador não caia desde quando enfrentava outro loiro, o Gugu. Eu estava um pouco distraído, por um instante achei que o apresentador estava tendo um problema de saúde.
E pensar que a Galisteu caiu em tantas emissoras de televisão, enfim ela conseguiu se vingar.
Aproveitando…
O Faustão é mais um que sofre uma inveja filha da mãe. Principalmente daqueles perfeitos da internet que não erram nunca.
Falando de novela…
Comentei aqui sobre “Tempo de Amar”, Globo. Nova trama das 18 horas é muito lenta. Mas estava pensando, talvez seja assim mesmo. É uma novela das seis como aquelas de antigamente. Mesmo lenta, é boa demais.
Aproveitando…
Gostei de ver o ator Erik Marmo na trama. O cara estava sumido das novelas.
E o “Dia das Crianças”…
A “Sessão da Tarde” vai ter filmes especiais nesta semana da criança. E no “Dia das Crianças”, o filme é mais adulto, “Homem de Ferro”.
E em “Senhora do Destino”, Globo, vejo Jacqueline Laurence em ação. Ela também estava na reprise de “Ribeirão do Tempo”, Record. O personagem morreu. Ótima atriz. Irmã do jornalista Michel Laurence e tia do também bom jornalista Bruno Laurence.
Só agora consegui assistir “Cidade Proibida”, Globo. Gostei da série. O passado, o presente e até os pensamentos são mostrados de uma forma bem interessante. Mas ainda vou analisar melhor.
Mais uma daquelas coisas nada a ver, mas…
Vídeos que já são até velhos voltam do nada e com tudo nas redes sociais. Sem falar de gente que briga com campanhas publicitárias.
E continuo lendo gente boba xingando a Globo nas redes sociais. HAHAHAHAHA. A família Marinho continua até perdendo o sono.
Gostei muito do primeiro episódio da segunda temporada de “A Cara do Pai”, Globo. Foi muito legal. Pena que foi curto demais. Merecia ter mais tempo de duração.
Falando em humorístico…
Continuo não gostando desse “Zorra”, Globo, que “discute” política.  Gosto de programa de humor para me alegrar, me divertir. Não para ficar debatendo o ponto de vista ideológico dos autores.
Para fechar…
Não, eu não vou reclamar de museu. O local faz a exposição que bem entender. E eu também não vou elogiar artista que gosta de impor opinião. E passar bem!

Sobre Marcio Torvano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
sealanderstacie ortwein_christian@mailxu.com