Home / Colunistas / Medos e Alegrias Televisivas

Medos e Alegrias Televisivas

Confesso que não entendi. Fim de semana da morte da Márcia Cabrita não teve “Sai de Baixo” (por causa da Fórmula 1), Globo. Com isso, este fim de semana seria uma ótima oportunidade para homenagear a atriz. E para minha surpresa, a emissora reprisou episódios com a Cláudia Jimenez. Estranho, bem estranho.
Por sinal, a emissora deveria apresentar apenas um episódio do “Sai de Baixo” por sábado. E sem tantos cortes. Atualmente são mostrados dois.
E continuo gostando de “Tempo de Amar”, Globo. Mas já está na hora da trama dar uma virada. Vamos aguardar.
O que terminou…
Gostei muito da temporada de “Os Trapalhões”. Quero mais e mais. Fui surpreendido. E já ansioso pela volta da “Escolinha do Professor Raimundo”. O domingo da Globo está bem interessante.
Falando nisso…
O último episódio de “Os Trapalhões”, Globo, foi sensacional. Mostrou alguns quadros do passado com a formação original.
Aproveitando…
O episódio de “A Cara do Pai”, Globo, deste final de semana também foi muito bom.
Acho que já falei sobre, mas…
É sempre bobo ver jornalista fanático defendendo ou atacando políticos.
Mudando de assunto…
Ainda acho bem estranho quando vejo o nome de um grande ator nos créditos como elenco de apoio.
E pesquisando a programação da Globo, percebo que os melhores filmes passam nas madrugadas. Isso sim é muito ruim.
Uma triste constatação, os melhores filmes da Globo passam de madrugada.
Outra constatação?
Jornalista esportivo é muito repetitivo. Um esporte que todo dia tem algo novo e mesmo assim os profissionais da mídia não conseguem desenvolver assuntos novos.
E mais uma coisa para ser repetida.
Acho que bem chato quando uma emissora de rádio faz uma propaganda fingindo que está fazendo jornalismo. Tem que ser tudo feito de forma clara.
Aproveitando…
Tenho muito medo e receio quando um jornalista acredita apenas em um lado da história. Ou tiram análises precipitadas apenas por causa de vídeos de internet.
E nem todo mundo gosta de futebol. Aos domingos, Eliana (SBT) e Rodrigo Faro (Record) poderiam ter muito mais audiência se os quadros fossem mais curtos. Vou me oferecer para trabalhar nesses programas (na produção).
Para fechar…
Tudo repercute na rede social. Tudo mesmo. Até coisas bem bobas. Até polêmicas sem sentido da nossa querida televisão brasileira.

Sobre Marcio Torvano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
lechuga@mailxu.com