Home / Colunistas / Minha televisão tem de tudo

Minha televisão tem de tudo

Algo continua me preocupando.
Que a Record não coloque final “alternativo” em “Vidas em Jogo” (acho que vai colocar). E sempre bom explicar, final alternativo é aquele gravado só para despistar a imprensa. É sempre um final nada com nada.
A emissora fez isso com “Chamas da Vida” e estragou tudo. Se é assim, é melhor nem reprisar.
Mudando de assunto…
Vem aí os novos “Os Trapalhões”, Globo. Queria muito rever cenas do Didi conversando com o Mussum. Aquelas que o politicamente correto odeia. Seria bom demais.
E as polêmicas “bobas” da semana são…
*Xuxa sendo detonada por participante do seu programa;
*Maísa e Dudu Camargo (ainda);
*Artista tomando bronca do Detran;
Mudando de assunto (Parte II)…
Terminou a temporada de “Vade Retro”, Globo. Ufa!
Já para tristeza da minha mãe, o “Tamanho Família” também termina no próximo domingo.
E poucas notícias são notícias. Pelo menos para mim.
Outro assunto que eu adoro repetir…
É gostoso demais assistir novelas mexicanas do SBT com o som original. Escute também. Vale a pena!
Falando da novela que minha mãe adora…
A dona senhora ficou muito feliz que a Ingrid Guimarães não deixou a trama de “Novo Mundo”. A morte da personagem Elvira foi falsa.
Quem diria, “Pega Pega”, Globo, fez eu não ter saudade da ótima “Rock Story”.
Aproveitando…
Marcos Caruso em mais um sensacional papel. Muito bom o seu Pedrinho Guimarães.
Posso falar algo bobo que eu gosto?
Minisséries da Globo eram apresentadas toda terça, quarta, quinta e sexta. Por causa do futebol, agora passa toda segunda e não mais na quarta. Decisão mais do que acertada.
E minha reclamação deu certo.
O “Jornal Nacional” deu uma leve melhorada em sua iluminação. Ficou um pouco mais claro. Melhor assim.
Outra coisa que eu já devo ter dito, mas vou repetir…
Não existe música boa ou ruim. Existe música que você gosta e música que você não gosta. Simples assim. E sempre é muito feio menosprezar alguém por causa do gosto musical.
Para fechar…
No Brasil, até declaração de artista vira debate antropológico e acaba virando motivo para disputas entre os fanáticos (bobos) políticos.

Sobre Marcio Torvano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
schoeneman201@mailxu.com