Home / Colunistas / Sem mordaça

Sem mordaça

Povo, ora povo!
São mais de 1500 crianças e adolescentes participantes do Projeto Escolinhas de Futebol da Liga de Futebol Amador de Osasco, distribuídos em dezesseis (16) escolinhas. Soma-se ao montante, professores, pais e familiares e o número dos envolvidos no Projeto Esportivo/Social aumenta para alguns milhares. Tudo isso para afirmar, que no festival de entrega de materiais esportivos, realizado no último sábado,16, no campo do SENO, nenhum dos vinte e um vereadores se fez presente. Falha de comunicação dos promotores do evento ou pouco caso, mesmo!

Para esquecer
O ano de 2017 não foi nada bom para o Osasco Audax no futebol profissional. No Paulistão foi rebaixado para a Série A2, na Copa do Brasil saiu na segunda fase e no Brasileiro da Série D deixou a competição na primeira fase sem nenhuma vitória. Restava a Copa Paulista e no último domingo também foi eliminado na primeira fase. Agora futebol profissional em Osasco só no próximo ano…

Desavença
A relação entre o vereador Pelé da Cândida e o jornalista Messias Araujo já não estava boa há algum tempo, em virtude de matérias inseridas por Messias via internet e na sessão ordinária da Câmara de Osasco da última terça-feira, 19, azedou de vez, com bate-boca e com quase agressões no hall de entrada da Câmara. Messias acabou levando um “cascudo” de um assessor. A turma do deixa disso agiu rápido e felizmente nada de mais grave aconteceu.

Dança das cadeiras
Em outubro deve acontecer eleição no diretório municipal do PSDB de Osasco, para a definição da nova executiva dos tucanos e após este evento, segundo comentários, haverá uma mexida geral no secretariado do prefeito Rogério Lins, ou pelo menos, a substituição de um ou outro secretário municipal. Será?

De olho no futuro
A Câmara de Osasco acaba de aprovar projeto de decreto Legislativo, de autoria do vereador Lindoso (PSDB), presidente da Casa, concedendo título de cidadão osasquense a João Doria Júnior, prefeito de São Paulo. Nada contra o cidadão em questão mas a pergunta que se faz é o que ele fez de tão importante para Osasco para merecer receber a maior honraria do legislativo osasquense. Quem sabe, no futuro, que a Deus pertence, ele mereceria esse título. Só para esclarecer, há centenas de pessoas na cidade que por anos, décadas até, são merecedoras de tal honraria mas esses normalmente não são visíveis.

Bom exemplo
Um ato de amor ao próximo. No último sábado, no Supermercado Gerações que fica na Vila Yolanda, observamos o funcionário da empresa de nome Henrique, deixar seus afazeres e passar a assessorar um casal de deficientes visuais durante suas compras. Foi gentil, paciente e prestativo. Merece nossos aplausos.

Sobre Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
holthaus@mailxu.com powroznik-dierdre@mailxu.com