Home / Colunistas / Televisão, minha vida é você

Televisão, minha vida é você

Leio que o SBT demitiu o genial e fantástico Moacyr Franco. Se ele fosse americano, teria até estátua. E já disse aqui algumas vezes, o Moacyr era muito mal aproveitado em “A Praça é Nossa”. Merecia participar de todos os quadros (talvez como dono de uma banca de jornal).
Lógico, essa notícia repercutiu nas cruéis redes sociais. E tive que ler comentários bem tontos. O que mais citaram foi o famoso… “Como demite o Moacyr e deixa ‘fulano’ no cargo”? Ou seja, para defender um atacam outros. Jesus!
Só para fechar este assunto, o Moacyr Franco poderia apresentar um programa sertanejo na TV Globo. Estilo “Som Brasil”.
Mudando de assunto…
Quem fez aniversário esta semana foi o ótimo Fábio Júnior. Posso até mudar de ideia, mas minha ordem é Roberto Carlos em primeiro, Fábio Júnior em segundo, Zezé di Camargo em terceiro e José Augusto em quarto. Os melhores.
Ainda sobre o ótimo William Waack…
Soube que sua frase infeliz foi dita no ano passado. E só agora seus “amigos” revelaram isso? Que coisa. Que o Waack volte o mais rápido possível. Na Globo ou fora da Globo.
Sobre os jornalistas esportivos…
Fico impressionado com os profissionais que ressuscitam assuntos velhos e ainda criam polêmicas sobre estes assuntos. Tudo muito estranho.
Sem falar que fim de ano é aquela época que jornalista esportivo adora falar que foi o primeiro a dar tal notícia. Surgem umas brigas bem bobas.
Sobre as reprises da Record…
Os últimos capítulos de “Ribeirão do Tempo” estão ótimos. Novela que demorou para embalar, mas agora ficou bem legal.
Falando em Record…
Chatos reclamavam de um participante do “Big Brother”, Globo. E agora reclamam do mesmo sujeito em “A Fazenda”. Gente chata. Se não gosta, não assiste. Simples assim.
Por exemplo, minha mãe não assiste esses programas e não fica indignada com nada. E nem perde tempo na rede social xingando que nem boba.
Mudando de assunto…
Em uma tarde qualquer, coloquei na TV Cultura e estava passando desenho animado da “Turma da Mônica”. Gostei.
Outro assunto nada a ver, mas…
Chegamos naquela época das grandes enchentes. Ou seja, muita imagem gravada e telejornais mostrando como se fossem ao vivo.
Para fechar…
Muito triste que o “Pânico” da Band terminar. Um programa que sempre me divertiu muito. Sempre fez eu dar muita risada. E melhor, o politicamente correto não gostava da atração.

Sobre Marcio Torvano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
royals@mailxu.com romberger_winnifred@mailxu.com