Home / Colunistas / Televisão nunca faz mal

Televisão nunca faz mal

Estou adorando essa dobradinha de domingo, “Os Trapalhões” e “A Cara do Pai”, Globo. Os dois programas são bem curtos, mas talvez esse seja o segredo do sucesso.

Falando nisso…

O Zaca do Gui Santana, “Os Trapalhões”, parece uma reencarnação.

Já o Leandro Hassum eu não gosto dele em filmes. Seu estilo cansa. Já em séries ele vai muito bem.

Mudando de assunto…

Fazia tempo que eu não assistia “Desejo Proibido” no YouTube. Trama muito boa que eu não assisti quando passou no horário das 18 horas na Globo (2007/2008).

E aquela dedução de sempre.

Na televisão todo mundo imita todo mundo. Isso não é nenhuma novidade. Agora, até para imitar é preciso mais categoria.

E uma coisa que eu sempre digo, criatividade não vende na farmácia.

Falando de rádio…

A Jovem Pan agora transmite pelo YouTube sua transmissão esportiva. Uma câmera fica mostrando o locutor narrando. Coisa bem estranha. E também como sempre falo, rádio é som. E tem que ser apenas som.

Mudando de assunto…

Ainda tem gente indignada com cenas fortes em “O Outro Lado do Paraíso”, Globo. Jesus! Vou dar um curso explicando o que é realidade e que é ficção.

Estou revoltado.

No último sábado não teve “Bake Off Brasil” no SBT. Tudo por causa do Teleton. Peguei até carro de aplicativo para não perder hora. Que raiva!

Falando mais sobre novelas…

Estou sempre de olho nas reprises da Record, “Ribeirão do Tempo” e “Bicho do Mato”, e praticamente em todas trama da Globo. Jesus! Parece que sou viciado.

E aquela lista dos brasileiros invejados só aumenta.

Apresentadora e faz tudo dentro da Globo (com muita categoria) Ana Furtado é bem invejada no país dos “perfeitos”.

Falando em Globo…

No mala “Horário de Verão”, o futebol começa cinco da tarde aos domingos. Com isso, o “Domingão do Faustão” tem apenas duas horas de duração. Como já disse aqui certa vez, o programa tinha que ser antes e depois do jogo.

O apresentador poderia até ressuscitar uma frase antiga dele, “O Domingão é igual a Playboy, tem uma pelada no meio”.

Para fechar…

Gosto muito de “Tempo de Amar” e “O Outro Lado do Paraíso”, Globo. Só acho que essas duas novelas precisam ter núcleos mais leves. Uma pitada de humor nunca faz mal.

 

Sobre Marcio Torvano

Um comentário

  1. Cara, desligue a TV e vá ler um livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
bua.jamel tinnes-mindy