Home / Colunistas / Troféu televisão ligada

Troféu televisão ligada

Engraçado. Começa o “Big Brother” e sempre escuto que é um programa que ninguém mais assiste. E todo ano tem as mesmas polêmicas tontas de sempre. O mesmo papinho bobo. E gente “indignada” com um simples programa de TV. Não tenho nada contra o “BBB”, só acho perda de tempo ficar discutindo algo que não tem importância alguma.
Você sabia que a televisão cria moda? Algumas desnecessárias.
Fazer humor com a política é legal. Chato é o humorista que só defende um lado. Ou ataca o outro lado.
Funcionário da Globo pode recusar e não usar camisa de alguma campanha? Ou será que são obrigados? Fiquei com esta dúvida.
Ao contrário do que alguns artistas acham, o mundo não foi inventado mês passado.
Tem jornalista que cria teorias absurdas. E pior, os homens do jornalismo acreditam nas próprias teorias. É cada loucura.
Não lembro se já disse, mas gosto muito, e sempre gostei, do “Roda a Roda” do SBT. Desde quando era “Roletrando”.
Sempre gosto de lembrar, não existe música ruim. Existe música que você gosta e música que você não gosta.
Já no domingo que passou, o Patrão Silvio Santos, mestre dos mestres, realizou mais uma edição do “Troféu Imprensa”. Entre os jurados, gostei muito da participação do ótimo Eli Corrêa  (o Silvio Santos do rádio – que fez aniversário dia 09 de abril junto comigo). E fiquei triste com a ausência do José Armando Vannucci. Jornalista que hoje trabalha com o Faustão na Globo. Tirando uma ou outra puxada de saco foi tudo bacana.
Não curto muito votação popular. Sempre surge algum absurdo.
Será que algum dia vou ser jurado do programa? Adoraria.
Aproveitando…
Um jurado disse exatamente o que eu sempre falo. Reportagens da Record são longas demais e com temas pouco relevantes.
Confesso ficar feliz quando vejo grandes profissionais gratos ao mestre Silvio Santos.
Mudando de assunto…
Ansioso pela volta do “Profissão Repórter”, Globo. Que ama jornalismo não vive sem.
Já o “Fantástico” mostrou uma série sobre aviões. Tema até certo ponto bobo. Mas ao mesmo tempo é interessante. Sabe que até gostei.
Outra coisa que eu não canso de falar. Depois que acabou o programa, o que tem de gente amando o Jô Soares. Onde estava escondido esse amor todo?
Para fechar…
Ainda espero que o José Mayer volte logo para as novelas. Quero sempre ver um grande ator em ação. Não estou preocupado com os problemas internos da empresa que o artista trabalha.
 

Sobre Marcio Torvano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
pacitto_emery@mailxu.com krolick_rxd@mailxu.com