Home / Colunistas / Uma Televisão Simples

Uma Televisão Simples

E estreou na Globo o “Popstar”. Um programa que facilmente poderia ser quadro do “Domingão do Faustão”. É simples, nada demais, e coloca artistas para cantar. Não empolga, mas agrada e não deve comprometer muito. Só precisa ter fôlego. É um pouco longo.
E como prometi, hora de comentar “A Fórmula”, Globo.
Gostei da série. Também não tem pretensão de mudar o planeta. E tem uma fórmula (com o perdão do trocadilho) bem simples. Pessoa mais velha que fica jovem do nada. Isso tem cara de “Sessão da Tarde”.
Gosto de programas que me divertem. Não quero assistir televisão e no final da atração ter uma discussão antropológica com minha família. Prefiro aquilo que apenas me faça feliz.
Estamos em uma época que o plantão da Globo vira sempre um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. Jesus! Mundo estranho.
Só para avisar, comecei assistir “O Cravo e a Rosa” no YouTube. Novela que eternamente vai ser boa. E teve Adriana Esteves fazendo um papel que ela não parecia Adriana Esteves. E outra, como sempre falo, é muito bom assistir o Rodrigo Faro atuando em novela.
Falando nisso…
Também estou matando saudade da ótima Eva Todor. Atriz veterana que está afastada da televisão.
Gostaria de ter vivido na década de 20 (1920).
Falando um pouco mais de novela…
“Pega Pega”, Globo, continua muito boa e gostosa de assistir. Só está começando ganhar uma lentidão perigosa. Não pode acomodar.
E toda tarde/noite…
Marcello Antony sai de “Senhora do Destino” e desembarca em “Malhação”. O que isso quer dizer? Nada. Só quis falar mesmo.
Já no último sábado…
Não teve “Altas Horas” e teve vôlei no lugar. Que chato. Sou muito mais o programa do Serginho Groisman.
Surgiu até uma briguinha entre quem ama vôlei e quem odeia. Uma enorme bobeira.
Leio muita gente falando mal da atuação do Fiuk nas novelas. Talvez por isso gosto do trabalho do cara.
Acabei esquecendo de falar algo ainda sobre “O Cravo e a Rosa”. A novela tinha Belo em sua trilha sonora. Genial.
Mudando de assunto…
Algumas vezes leio gente dizendo que o casal da novela não tem “química”. Alguém pode me explicar isso? Acho uma teoria meio sem sentido.
E mais gente continua elogiando “A Força do Querer”. Um dia eu ainda vou conseguir gostar. Mas ainda não.
Resumindo muita coisa que eu disse hoje…
Na televisão (atualmente), quanto mais simples melhor. Sem muitas idéias revolucionárias. 

Sobre Marcio Torvano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Para topo
masucci_siobhan@mailxu.com gilding@mailxu.com