Amada e odiada televisão

Muitas novelas do SBT são gravadas e só depois de prontas são exibidas. Confesso achar isso muito bom. Assim o autor não fica mudando a trama para agradar audiência. E nem para fazer um agrado neste ou naquele. E tenho dito.
Já que começou a Copa do Mundo…
Acho que apenas minha pessoa faz algo. Durante jogos do Brasil, eu uso o controle remoto para ver o que está passando em outros canais. É bem interessante.
Falando nisso…
Se eu fosse o gênio Silvio Santos, durante jogos do Brasil (transmitidos apenas pela Globo) colocaria no ar um super hiper mega especial do “Chaves” no SBT. Certeza que teria audiência. Nada absurdo, mas teria.
Ainda sobre Copa do Mundo…
O que me deixou feliz é que a Copa do Mundo não vai mexer quase nada na programação das principais novelas globais. Que bom!
Sem querer agitar (eu nem gosto disso), mas agora temos artistas reclamando do povo usar plástico. Jesus! Eu uso e vou sempre. Normalmente. Como sempre fiz. E quando não tem mais utilidade, vou jogar no lixo. Simples assim.
Mudando de assunto…
Temos muitos programas de entrevistas na televisão atualmente. Muitos contam com humor em sua fórmula. São ótimos. Mas também sinto falta de um mais sério. Estilo o que era o da Marília Gabriela aos domingos no SBT.
E outro dia li que a Globo não quer Angélica apresentando o “Vídeo Show”. Uma pena. Seria perfeita. Tem até o perigo da loira sair da emissora.
Já neste exato momento vejo Bóris Casoy apresentando um telejornal na Rede TV. Parece loucura, mas é mesmo. Imaginei um programa jornalístico (apresentador de forma leve) por Serginho Groisman, Angélica e Boóris Casoy na Globo. Seria bem legal.
Voltando para Copa do Mundo…
O “Jornal Nacional”, Globo, está conseguindo mesclar bem notícias do mundial com notícias do nosso país envolvendo outros assuntos.
Sem falar que todo e qualquer jornalismo feito de forma diferente na Copa do Mundo eu admiro.
Não assisto, mas dizem que “Deus Salve o Rei”, Globo, melhorou. Deve ter melhorado mesmo, pois minha mãe assiste todo dia. E para ela assistir algo tem que ser bom.
Outra trama que ela não perde é “As Aventuras de Poliana” no SBT.
E mais uma daquelas que eu não lembro se já falei, mas…
Não existe música boa ou ruim. Existe música que você gosta e música que você não gosta. E odeio jornalista “intelectual” que menospreza o gosto musical dos outros. E no Brasil tudo que é popular sofre preconceito.
Para fechar…
Galvão Bueno continua sendo muito bom. E admiro muito toda e qualquer pessoa que é amada e odiada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here