Após dificuldades, ACEO tem novo presidente


A crise na economia brasileira afetou as finanças da Associação Comercial e Empresarial de Osasco mas ela se fortaleceu e vai continuar prestando os bons serviços aos associados e à comunidade


 

Na quarta-feira, 11, aconteceu uma coletiva de imprensa com o novo presidente da ACEO, Amir Gomes dos Santos, que terá um mandato tampão de treze (13) meses, ou seja até 30 de julho de 2019, quando haverá novas eleições.
A tradicional entidade sofreu dificuldades com a situação da economia de nosso país, perdeu associados e a presidência anterior, mesmo sem cometer irregularidades, mas não tendo alguns cuidados na gestão com a redução na receita, não fez a redução do custo. Com isso a dívida acumulada beirou mais de R$ 1,5 milhão.
Com a situação ruim nas finanças, entrou em cena o Comitê Financeiro da entidade, que desde fevereiro passado procura cortar gastos, promover acordos, negociar dívidas e estas providências já colocaram as contas mensais em dia e até com um superávit.
Em vista do acontecido, houve um acordo para que o presidente renunciasse e com o Conselho optando por um mandato tampão. No último dia 28 de junho, o presidente André Menezes de Melo renunciou e, em 04 de julho, o então diretor, Amir Gomes, guindado pelo Conselho a primeiro vice-presidente, acabou sendo referendado como presidente da ACEO para um mandato tampão.

Segundo o presidente Amir, as duas primeiras gestões de André Menezes foram relativamente boas, mas nessa última houve um descuido e a gestão não foi satisfatória, motivada pela crise na economia, redução de eventos, do SPC e do número de associados.
Todo presidente da ACEO exerce a função como voluntário e sem remuneração. Para Amir, o objetivo agora é resgatar a entidade. “Vamos tentar alterar o estatuto, voltar a ter três anos no cargo com uma só reeleição ou ainda, a dois anos com apenas uma reeleição, isto para dar oportunidade a conselheiros e diretores. Nosso primeiro trabalho com a participação efetiva do Comitê Financeiro foi de sanear os compromissos, cortar despesas, negociar dívidas, que hoje estão sob controle. Os compromissos mensais já estão sendo pagos em dia. A única pendência é com a Receita Federal e o INSS, mas não é o momento de se pedir um parcelamento, por enquanto o Leão está dormindo. Não me encontro só à frente da ACEO, há um grupo a meu lado e juntos vamos resgatar a ACEO, trazer associados de volta e ampliar esse número, que no passado foi superior a dois mil. Hoje são 1065 num município em que há cerca de 70 mil cadastros de CNPJ. O foco hoje é que o associado se aproxime da ACEO, que sempre foi um orgulho de Osasco, como há algum tempo quando juntamente com o SESCON e a OAB, foram decisivos para que acontecesse a redução de cerca de 90% das alíquotas do Código Tributário Municipal. Temos o apoio da diretoria, do Conselho e juntos vamos arregaçar as mangas, com o objetivo de colocar a ACEO com a representatividade e importância que sempre teve em nossa Osasco”, finalizou o presidente Amir Gomes do Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here