Barueri investe em programa para diminuir falta escolar de alunos

O projeto começou a ser implantado em várias escolas da cidade

Uma das ações foi produzir grandes painéis para conscientizar pais e os alunos sobre a importância da assiduidade nas aulas para o desenvolvimento dos alunos. Ações de incentivo e acompanhamento da vida escolar dos estudantes


Não é de hoje que se sabe que a questão da ausência dos alunos nas aulas tem impacto direto na aprendizagem. Estudos recentes indicam que “tempo efetivo de estudo” se apresenta como uma das principais variáveis de influência no desempenho escolar e demonstram também que faltar na escola é um dos motivos mais relevantes do abandono escolar.
Neste sentido, algumas escolas da rede de ensino de Barueri têm adotado o programa “Quem falta faz falta”, que pretende reduzir cada vez mais o número de faltas para assegurar o direito de toda criança e adolescente à educação. O projeto já é um sucesso e está sendo implantado nas escolas Emef Oswaldo Batista Pereira (Recanto Phrynea), Emef Fioravante Barletta (Jardim Silveira), Emef Alcino Francisco (Jardim Silveira), Emef Adherbal Farbo (Vale do Sol), Emef Reverendo Deiró (Jardim Paulista), Emef Margarida Maciel (Vale do Sol), Emef Lênio Vieira de Moraes (Jardim Santa Mônica) e Emef Maria Meduneckas (Jardim Silveira).
De acordo com a supervisora Márcia Maria Pereira, o objetivo das escolas envolvidas é incentivar a frequência dos estudantes nas aulas. Uma das ações foi produzir grandes painéis para conscientizar pais e os alunos sobre a importância da assiduidade nas aulas para o desenvolvimento dos alunos. Ações de incentivo e acompanhamento da vida escolar dos estudantes também têm sido um trabalho diário dos gestores escolares.
A orientadora Valéria Silva Martins, da Emef Fioravante Barletta, por exemplo, contou que, após a implantação do projeto, as faltas na escola reduziram consideravelmente. “Quando identificamos as faltas, ligamos para os pais ou visitamos as casas dos alunos faltantes. Após isso, a gente monta um trabalho especial para que os estudantes se sintam acolhidos e queridos pelos colegas, professores e gestores da escola. A iniciativa tem dado muito certo”, destacou a orientadora.
As gestões das escolas estão realizando projetos de incentivos diários para que os alunos evitem as faltas, como identificar os motivos das ausências e desenvolver ações preventivas e saneadoras, acionar órgãos colegiados como conselho da escola, associação de pais e mestres e grêmio escolar, comunicar os pais sobre as faltas dos estudantes e informar o Conselho Tutelar quando os alunos atingirem 20% de faltas, entre outras medidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here