Bolsonaro e Dória são eleitos

No último domingo, 28, chegamos ao fim da corrida eleitoral mais conturbada da história do Brasil. Na esfera nacional, a polarização desde o começo ficou entre os apoiadores de Jair Bolsonaro e os simpatizantes do Partido dos Trabalhadores (PT). As pesquisas apontavam desde o início uma vitória do candidato do PSL. Mesmo assim, os petistas capitaneados pelo candidato Fernando Haddad acreditavam em uma virada. Muitos apostavam que o candidato que ficou em terceiro lugar no 1º turno Ciro Gomes faria um discurso em apoio ao PT. Essa seria uma das possibilidades da virada, mas não foi bem o que aconteceu, Ciro Gomes ficou em silêncio e no segundo turno, Jair Messias Bolsonaro venceu com 55% dos votos válidos. Mas o que Bolsonaro pode oferecer ao país?
Bolsonaro defende a liberdade de escolhas “desde que não interfiram em aspectos essenciais da vida do próximo”. Uma das principais propostas na área da Economia é a privatização ou extinção de estatais. Segundo Bolsonaro, a ideia é reduzir o pagamento de juros, que custaram R$ 400,8 bilhões em 2017, com a venda de ativos públicos. Em relação à reforma da Previdência, defende a implantação, no país, de um modelo privado de capitalização do setor. Bolsonaro pretende criar um novo tipo de carteira de trabalho, batizada de “carteira verde e amarela”, que seria voltada ao jovem quando ingressasse no mercado de trabalho. Na saúde, o novo governo pretende adotar o chamado Prontuário Eletrônico Nacional Interligado em postos, ambulatórios e hospitais para reduzir os custos ao facilitar o atendimento futuro por outros médicos em diferentes unidades de saúde, além de permitir cobrar maior desempenho dos gestores locais.
Na esfera estadual, a disputa foi a mais acirrada da história, o tucano João Doria e o socialista Marcio França travaram uma disputa no voto a voto. No final, o interior do Estado de São Paulo deu a vitória ao ex-prefeito da cidade de São Paulo. Na região oeste, o gosto de derrota foi grande para os prefeitos que apoiaram em peso, o candidato do PSB. Rubens Furlan (Barueri), Elvis Cezar (Santana de Parnaíba) e Igor Soares (Itapevi) devem ter algumas regalias com o novo governador pois desde o começo apoiaram Doria. João promete nos próximos quatro anos: Na saúde, a implementação da telemedicina e do cartão Minha Saúde digital; Na educação, modernas técnicas de ensino à distância e de ensino profissionalizante; Na segurança pública, com sistemas de informática e de comunicação para a perfeita integração das policias.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here