Como Lidar com um Adolescente Respondão?

Uma das partes mais desgastantes e decepcionantes na paternidade é assistir a criança que você amou tanto, beijou, ensinou e abraçou se transformar num adolescente respondão, grosseiro e desrespeitoso. E quando isso acontece parece que todos na família ficam desestabilizados. Muitos pais ficam inertes sem saber muito bem o que fazer, e por isso acabam testando todos os artifícios e possibilidades na tentativa de reverter a situação, e é aí que mora o problema, pois, uma sucessão de erros inevitavelmente acontece.
Muitos pais não sabendo o que fazer acabam se transformando em alucinados e desiquilibrados. Fazem coisas que nunca fizeram e logo depois são torturados pelas cenas e memorias dos conflitos, como por exemplo do autoritarismo seguido de agressões. Ou seja, aquele pai que sempre foi paciente, agora se sente desafiado e não sabendo como se portar acaba perdendo a cabeça, quer seja pelo desafio ou pelas ofensas entende que bater será a solução. Mais tarde verá que isso só pode piorar as coisas.
Pior do que isso é quando em público, ou frente as pessoas ou parentes os filhos adolescentes decidem ter um ataque de desobediência, fúria ou palavras de baixo calão… A vergonha e o sentimento de fracasso tomam conta do íntimo de qualquer ser humano. Numa hora como essa os pais querem se esconder e quando não podem ficam completamente sem graça. Uns pais usam de ameaças, outros de violência e alguns até que fingem que nada aconteceu na tentativa de amenizar a vergonha.
O fato é que a proposta deste artigo é saber como lidar com esse problema, mas, logo vou avisando que não existe nenhuma “fórmula mágica”, contudo existem mecanismos que podem ajudar a ter um bom relacionamento com seu filho.
Pois bem! Se existe alguma fórmula secreta ou mágica para quaisquer situações de nossa vida eu desconheço. Aliás, acredito que seja improvável que exista, visto que somos seres humanos diferentes, com sentimentos diferentes, pensamentos e emoções diferentes, passando por inúmeras situações diferentes ao longo de nossa vida, como poderia haver uma única receita ou fórmula mágica que pudesse servir para a vida de todos? Porém, algumas orientações são válidas para cultivar um bom relacionamento entre pais e filhos, de modo saudável.
Impor limites ao contrário do que muitos pensam, é fundamental para a saúde emocional das crianças e quando se transformar em adolescente ainda se lembrará que existem limites. Não viva para agradar seu filho continuamente, isso não irá prepará-lo para as adversidades da vida, pelo contrário, o tornará inseguro. Não o encha de eletrônicos, assim o deixará ansioso.
Uma coisa que ofende a muitos é a afirmação de que os filhos são o resultado dos pais juntos. Tudo que você deu e ensinou é o que ele será no futuro próximo. Não podemos ignorar que a educação e paternidade dos anos 80 não é a mesma nos dias atuais e por isso exige atualização por parte dos pais. Outra coisa é que trabalhar muito pode fazer com que você perca a oportunidade de ter bons relacionamentos… sim eu sei que você precisa do emprego para alimentar a sua família… mas, pense se realmente vale a pena, pois, sempre existe uma alternativa diferente. Outra coisa, não estamos falando de uma aquisição, estamos falando de um legado, estamos falando do nosso maior tesouro, filhos.
A “Série Pais de Adolescente” tem o objetivo de abranger tanto quanto puder a mente, o comportamento e as armadilhas que de rodeiam a vida da criança e do adolescente. Trabalharemos nestes próximos artigos a sequencia sobre o tema “Como Lidar com um Adolescente Respondão” tendo em vista a necessidade de como identificar e até mesmo como lidar com situações referente ao assunto… não deixe de ler os outros artigos desta série nas Colunas do Jornal Correio Paulista com o colunista Gilson Biondo e também no site www.gilsonbiondo.com.br ou assistir os diversos vídeos no YouTube Escola de Pais Gilson Biondo.
Vamos juntos aprender a educar e a amar os nossos filhos. Tenha um dia abençoado.
CONTINUA…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here