De novo

Ao final do recesso, vereadores da Câmara Municipal de Osasco foram alertados por assessores que o Ministério Público estava novamente visitando gabinetes dos senhores edis. Como sempre, as grandes redes de TV são, antecipadamente, avisadas sobre a ação, deixando a imprensa de Osasco e região pegas de surpresa. Uma metodologia que ocorre sempre que o promotor Gustavo Albano toma alguma decisão sobre mandados e vistoria, neste caso; o da semana passada em busca de fantasmas. O interessante é que a imprensa local acaba descobrindo pela quantidade de viaturas de polícia e o barulho ensurdecedor de helicópteros das TVs e quando chega, não é recepcionada pelo autor das ações que, como das outras vezes, se nega a dar uma entrevista coletiva para esclarecer o ocorrido.

 

A vez da prefeitura 

Um burburinho já se esparrama no meio dos atentos formadores de opinião que nos próximos dias o mesmo deve ocorrer, e desta vez na prefeitura. As informações é que tudo vem sendo preparado para, de novo, ser em sigilo para botar em prática. Se verdade, essas ações devem se acentuar cada vez mais tanto no Legislativo como no Executivo, pois estamos em ano eleitoral e como da famosa ação em 2016 em que foram presos 12 vereadores, inclusive envolvendo o prefeito eleito, a “Operação Caça Fantasmas” foi o deleite da grande imprensa e redes de TV colocando Osasco novamente na mídia negativa. Tomara, que dessa vez, se houver, que seja pelo menos respeitada a imprensa local. E os devidos esclarecimentos pelo responsável.

 

Gaspar vem de federal  

E as convenções partidárias continuam e apresentam novos candidatos de Osasco e Região. Semana passada foi o PDT – Partido Trabalhista Brasileiro, partido que terá Ciro Gomes na candidatura a presidente da República. O médico Dr. Gaspar vai mesmo de federal e a vereadora Régia Sarmento completa a dobrada puro sangue para estadual. O ex-prefeito Jorge Lapas continua como o indicado do PDT estadual para ser o vice na chapa de Márcio França, após o apoio do partido na campanha do governador.

 

Também sai pra federal

O presidente municipal do PSDB Osasco, vereador De Paula confirmou no último sábado (28), durante a convenção estadual do partido, sua pré-candidatura a deputado federal. O parlamentar demonstrou otimismo com as chances da sigla para a eleição de outubro. Segundo o tucano, a legenda tem condições de eleger Geraldo Alckmin presidente da República, João Doria governador do estado de São Paulo e a maior bancada da Câmara dos Deputados, além de Mara Gabrilli e Ricardo Tripoli para o Senado Federal.  A convenção realizada pelo PSDB em um centro de eventos na Barra Funda, zona Oeste da cidade de São Paulo, reuniu milhares de militantes que, dentre outras coisas, confirmaram a escolha de João Doria como representante do partido na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes. No próximo dia 4, em Brasília, os tucanos confirmarão o nome de Geraldo Alckmin no pleito para presidente do Brasil.

 

Tá difícil compor 

Em Brasília, a grande expectativa são os vices das principais candidaturas. O pré-candidato a presidente, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) ainda espera escolher um nome que seja consenso dentro da sigla e de outro partido. Recentemente ele desmentiu a informação que o nome sairia de dentro do partido tucano. Alckmin quer um nome, de preferência do Nordeste. Após o fechamento do apoio do “Centrão” que engloba cinco partidos – PP, PR, PRB, DEM e Solidariedade, o prefeito de Salvador Antonio Carlos de Magalhães Neto (DEM) seria a indicação preferida de Alckmin. Neste sábado, dia 4, o partido faz a Convenção Nacional para escolher a candidatura a presidente.

 

Líder sem vice 

Em primeiro nas pesquisas, a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) para presidente também está na mesma situação do PSDB quanto a escolha do vice. Neste caso ainda resta uma esperança que seja na jurista Janaína Paschoal. Ela foi a peça fundamental que tirou a presidente Dilma Rousseff do governo em 2016. Com isso, ficou muito famosa no país. Na convenção do PSL em Brasília tudo levava a crer que seria anunciada, mas uma derrapagem por falta de acordos tanto da assessoria como do próprio candidato, ela acabou pedindo um tempo para tomar tal decisão. O prazo final para a entrega da chapa completa é dia 15 de agosto; um dia antes do início da campanha.

 

Carapicuíba sem Federal  

Vereador de Carapicuíba, Zé Amiguinho confirmou sua pré-candidatura a deputado federal no último dia 26 durante convenção estadual do PDT. Segundo o parlamentar, Carapicuíba está “órfã” de representação no Congresso Nacional. Segundo ele, sua missão quando a campanha começar será mostrar aos moradores da cidade a importância de ter um representante local na Câmara dos Deputados. “Estamos órfãos”, diz Amiguinho sobre Câmara dos Deputados. Ainda pré-candidato a deputado federal pelo PDT, vereador de Carapicuíba critica a ausência de um representante da cidade no parlamento nacional. “Há anos não temos alguém que olhe por nós”, diz ele. O último deputado federal pela cidade foi Fernando Chucre pelo PSDB.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here