E o sonho se realiza

E chegamos a nossa última coluna sobre essa “Copa do Capeta” (força de expressão, evidentemente). Sim, porque foi o Mundial da emoção, da imprevisibilidade, da surpresa, do inesperado. França e Croácia decidem o título neste domingo porque, efetivamente, foram as que mereceram as vagas à final dentro das características do torneio. A Bleus dosou seu esforço e seu futebol durante todas as fases, os croatas tiveram força mental para superar três prorrogações.

Eu transmiti pelo microfone das rádios CBN e Globo 17 jogos da Copa da Rússia. A primeira fase, a festa do esporte, mostrando a diversidade de culturas, idiomas e visões do futebol. Japão, Irã e Islândia, além do país-sede, foram as surpresas que por pouco não foram ao mata-mata. Os africanos decepcionaram. Egito, de Mo Salah, fez feio no grupo A, Senegal e Nigéria não tiveram força para seguir a diante.
O Brasil também decepcionou, confesso. Esperava muito mais de um time que tem um jogador sempre cotado a ser melhor do mundo e outras grandes estrelas. O psicológico demoliu o time brasileiro contra a Bélgica, que foi um melhor time. Inglaterra, mesmo com um time jovem, também foi forte ao passar pelo difícil jogo contra a Colômbia, mas fraquejou diante da força dos “quadriculados dos Bálcãs”.
Eu levo desse Mundial, o quarto em que eu trabalho, os jogos absolutamente marcantes que tive o privilégio de transmitir pelo rádio. A atuação de Cristiano Ronaldo no empate em 3 a 3 entre Portugal e Espanha. A elimnação da Alemanha pela primeira vez na fase de grupos de uma Copa. O drama argentino contra a Nigéria. A queda da Fúria contra os russos nos pênaltis. O gol de empate de Yerri Mina contra os ingleses nos acréscimos. A vaga croata para primeira final da sua história.
São momentos que, para um narrador, são fundamentais na construção de uma carreira. Que ficam no coração de quem ama o futebol e mais ainda o rádio. Jogos que estarão na minha lista de inesquecíveis. Foi um privilégio. Como foi também estar neste espaço compartilhando com você, leitor e leitora, os meus sentimentos sobre a Copa da Rússia.
Foi uma honra.

O convidado especial Marcelo do Ó é jornalista; narrador das rádios Globo e CBN, RedeTV e TV Nsports

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here