Escrivão Claudio Magno quer mais investimento em segurança


O Osasquense teve poliomielite quando pequeno ficou com sequelas. na política, ele quer trabalhar para aumentar a acessibilidade em órgãos públicos e comércios, Cláudio quer também um investimento maior na segurança pública


O escrivão da Polícia, Claudio Magno da Silva de 45 anos, casado, pai de quatro filhos. Aos 11 meses de vida foi infectado pelo pólio vírus (poliomielite), devido a doença ele usa muletas e cadeira de rodas para se locomover.
Funcionário público desde 1992, Claudio é Escrivão de Polícia Chefe do 8º Distrito Policial de Osasco (Vila Yolanda). Cláudio é pré-candidato a Deputado Estadual pelo PSL.

O que motivou você a ser pré-candidato?
As dificuldades com a falta de acessibilidade na cidade de Osasco e também na maioria das cidades de nosso país, me fez refletir e querer mudar a realidade buscando ajudar a melhorar a acessibilidade como um todo. Existem diversas leis que garantem acessibilidade para os portadores de necessidades especiais, porém os órgãos públicos não dão a mínima para o cumprimento da Lei. Poderia citar diversos órgãos públicos que não tem acessibilidade como Fóruns, Delegacias de Polícia e principalmente as escolas. Também os estabelecimentos comerciais que recebem seus alvarás para funcionamento das Prefeituras, sem ao menos garantir o direito dos portadores de deficiência a ingressar no comércio. Infelizmente nossos governantes fecham os olhos para a questão da acessibilidade.

Como você tornou-se Escrivão de Polícia?
Em 1992, comecei a trabalhar na Prefeitura de Osasco no Protocolo e Arquivo. No ano de 1993 pedi transferência para trabalhar no Pronto Socorro do Jardim Santo Antônio e para minha surpresa fui encaminhado para trabalhar na parte administrativa do 8º Distrito Policial de Osasco, onde fazia os registros dos livros e também cuidava da parte de arquivo. Acabei gostando da profissão de Escrivão de Polícia e em 2001, no 3º concurso fui aprovado e em fevereiro de 2002 me efetivei como Escrivão de Polícia.

Qual sua opinião sobre a Segurança Pública no Estado?
O que eu vejo é que o Governo não investe em Segurança Pública. A população vem crescendo e o número de Policiais continua o mesmo, ou seja, não houve aumento de policiais para garantir a Lei e Ordem. Para se ter uma ideia o 8º D.P. de Osasco conta com uma equipe de 18 policiais para atender cerca de 150 mil habitantes e a 1ª Cia. do 14° Batalhão com cerca de 70 policiais para fazer o policiamento preventivo. Para piorar a situação existem apenas duas viaturas da polícia militar para fazer o patrulhamento. A sensação de insegurança é gritante, a população de Osasco não aguenta mais isso, não podemos mais sair nas ruas, somos assaltados todos os dias e em qualquer horário, os ladrões tem a certeza da impunidade e por isso vem cada vez mais praticando roubos, temos que mudar essa realidade e cobrar das autoridades políticas públicas para devolver a paz em nossa cidade e também nas demais. Não existe mágica para acabar com essa situação, mas com certeza um bom plano de ação e investimento por parte do Governo com certeza ajudaria a diminuir o índice de criminalidade e devolver a tranquilidade para a população, força de vontade é a palavra certa. Por outro lado melhorar as condições de trabalho dos policiais, com isso o combate ao crime será feito com maior vontade pelos os valorosos policiais.

O que a população pode esperar, se o senhor for eleito?
Tenho consciência que a Saúde não vai bem a Educação pior ainda, mas nos últimos anos a criminalidade tem crescido muito os números são alarmantes, não podemos ficar presos em nossas casas enquanto os criminosos ficam nas ruas fazendo barbaridades, precisamos dar um basta nisso e devolver a população a tranquilidade de poder sair nas ruas a qualquer hora sem serem assaltados e humilhados por vagabundos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here