Eu nunca mais vou dormir?

Sinto muito gente, mas a resposta dessa pergunta que atormenta a mente das mães praticamente diariamente é NÃO.

Depois que os filhos nascem, nossas noites tranquilas de sono nunca mais serão as mesmas. Para ser mais sincera ainda, acho que nosso sono já começa a mudar da gravidez. As preocupações aumentam na mesma proporção que a barriga cresce. São dúvidas, incertezas, planos… Depois começa o incômodo para achar alguma posição para conseguir realmente “relaxar” e pegar no sono.

Quando o bebê nasce, o caos se instala. Logo no começo, o recém-nascido não tem a mínima noção do que é dia ou noite e, para ajudar, o estômago dele é do tamanho de uma noz e a fome bate o tempo todo.

Os primeiros meses são disparados os mais terríveis. Com o tempo, essa parte insana passa mas mesmo assim, nunca mais é a mesma coisa… Mudam os motivos, mas a madrugada de uma mãe é na base do escotismo: sempre alerta. Perdi a conta de quantas vezes acabei acordando assustada, jurando que tinha escutado meu filho chorar e ao chegar no quarto, via que ele estava dormindo tranquilamente. E eu ficava lá, olhando aquele pequeno milagre dormindo o sono profundo.

Agora, com quase quatro anos, o motivo das madrugadas em claro são os sonhos ou monstros imaginários que invadem o quarto dele. Daqui uns anos, serão as baladas e a vida noturna agitada dele que não me deixará pegar no sono enquanto não tiver certeza que voltou para casa são e salvo.

E quando ele encontrar uma menina bacana, resolver juntar as escovas de dentes e eu achar que as coisas irão sossegar, é bem capaz que venha um neto por aí.

E lógico que eu vou querer fazer de tudo para ficar perto desse pequeno anjo, nem que seja passando algumas noites em claro.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here