“Eu saio por amor a Osasco”, diz Rossi sobre candidatura


Os bastidores políticos osasquenses ficaram agitados nesta semana. O nome da vez é Francisco Rossi. O ex-prefeito declarou que será candidato a deputado estadual, segundo ele, substituindo sua filha


O ex-prefeito de Osasco Francisco Rossi surpreendeu a classe política osasquense nesta semana ao colocar o seu nome à disposição do PR para ser candidato a uma cadeira na assembleia legislativa. A surpresa se dá por conta de que o nome da família Rossi que tentaria a vaga era Ana Paula Rossi, vereadora de Osasco e que até o começo do mês era secretária de Educação da cidade.
De acordo com Francisco Rossi, essa mudança se deu porque sua filha havia lhe confidenciado que não queria ser candidata. “A Ana contava com um apoio mais incisivo por parte do prefeito Rogério Lins. Ela fala que tanto o prefeito como a presidente do Podemos Renata Abreu disseram que ela seria candidata exclusiva de ambos. De repente, os dois começaram a lançar uma infinidade de candidatos pelo Podemos aqui em Osasco. Deve sair uma meia dúzia de candidatos. Eu nunca vi um negócio desse. Minha filha é inteligente e percebeu que toda essa situação não lhe favorece em nada. A Ana Paula está muito desmotivada com a situação. Não foi isso que ela combinou com o prefeito.”
Depois da decisão de Ana Paula, Rossi disse que considera sua candidatura para Deputado Estadual neste ano.

Muito se diz que essa mudança se dá por conta da saúde da Ana Paula Rossi, isso é verdade? Ana Paula Rossi sofreu um transplante no final do ano passado.
Não é verdade, ela está ótima, está linda e maravilhosa. Nada a impede de ser candidata. Ela está muito bem, como há muito tempo não se via. Rejuvenesceu, perdeu 11 quilos. A recusa é por falta de apoio.

O senhor tem algum relacionamento com o prefeito Rogério Lins?
Eu não tenho nenhum relacionamento com ele. Não tenho compromisso e não devo nada a ele. Pelo contrário, se tem algum devedor é ele em relação a mim. Há uma frustração muito grande com a administração, você anda pela cidade só tem mato. Falaram de 100 km de asfalto, não fizeram quatro. Só se os 100 quilômetros sejam até o final do mandato, eu não acredito.

Mas aconteceu alguma coisa para esfriar essa relação?
As pessoas fazem intrigas. Disseram que quando ele estava preso, eu já estava articulando o novo governo. Isso é uma mentira. Eu e minha esposa dobrávamos o nosso joelho aqui na nossa sala e pedíamos para Deus para que ele fosse solto e tomasse posse. Nós entramos na campanha dele para tirar a prefeitura da mão do PT. Não entramos nessa em busca de poder. Ele não é uma má pessoa. Mas tem um péssimo hábito de prometer as coisas para todo mundo e não tem condições de cumprir. Ele tem que mandar para valer. O secretário tem que ser secretário e não a Rainha da Inglaterra. Pode melhorar? Pode, mas terá que dar uma guinada.

O senhor aceitaria conversar com o prefeito, hoje?
Ele tinha que ter conversado com a Ana Paula. Ele não fez nada para uma aproximação.

O que mais contribuiu para a tomada dessa decisão?
Nós temos uma pesquisa feita recentemente que se a eleição fosse hoje, eu seria o deputado estadual mais votado de Osasco. Eu saio por amor a cidade e por amor ao povo de Osasco.

O senhor já começa a se reunir com lideranças políticas a partir do anúncio da candidatura?
Olha depois que fiz esse anúncio recebi muitas ligações de apoio, as pessoas estão comemorando minha candidatura. Vou concentrar minha campanha mais aqui na região. E eu vou pedir ao partido, o maior número de spots possível na tv e no rádio, porque dos candidatos a deputado estadual, eu vou ser o mais conhecido do Estado de São Paulo. Acho que com isso vou ter muitos votos no interior de São Paulo. Afinal, eu fui candidato a governador em 1994 e ficou uma imagem muito boa. Foram quase sete milhões de votos.

Quais serão as plataformas que o senhor vai defender nesta eleição?
Antes de prometer, eu vou mostrar o que eu fiz pela cidade de Osasco.

A dobrada é com a Bruna Furlan?
Sim. É um compromisso que eu assumi junto ao prefeito de Barueri Rubens Furlan. Eu acho que é uma ótima candidata. Muito querida em Osasco. Ela vai ter mais de 200 mil votos no estado de São Paulo e terá uma votação muito grande aqui na região.

O senhor acha que vai herdar os votos dos eleitores do ex-deputado Celso Giglio?
Com certeza, muitos já me procuraram. Eu tenho a esperança até de ter o apoio da família do Celso Giglio.

Seria uma forma de retribuir a derrota na eleição de 2012? (Na ocasião o tucano mesmo inelegível seguiu com sua candidatura até o fim. O resultado foi que mesmo vitorioso, ele não assumiu a prefeitura. O petista Jorge Lapas herdou o cargo. Na época Ana Paula Rossi era vice de Giglio. E poderia ser a prefeita.)
Graças Deus, antes dele morrer, eu voltei a amizade com o Celso. Nada como a idade para acalmar a gente. Eu senti muito a morte dele. Eu acho que vou ter muito apoio deles. É o mesmo eleitorado

E como fica 2020, uma eleição à assembleia legislativa credencia o senhor para concorrer a prefeito nas próximas eleições?
Eu não tenho essa vontade. Mas de repente, eu posso ter.

E como fica a relação da Ana Maria Rossi, vice-prefeita de Osasco com a atual administração?
A Ana não é política, então ela é uma mulher sábia. É minha esposa, ela está completamente desprestigiada. O prefeito me falou que iria nomeá-la como secretária de Promoção Social há meses. E não aconteceu nada. O Rogério Lins não está a fim de prestigiar a família Rossi e foi essa família que deu a vitória a ele.

E a Ana Paula, com esse novo posicionamento da família Rossi, ela será oposição na Câmara?
Eu não sei. A posição dela é incômoda, porque participou do governo, mas cá entre nós, o que ela faturou com isso? Nada. Ela tomou paulada por todo lado. Ano passado, não entregou uniforme, não foi por culpa dela. Eu noto que ela saiu frustrada da secretaria. Eu não queria que ela assumisse. O que eu havia combinado com o prefeito era de nós indicarmos o secretário de Educação. E ela seria a presidente da Câmara. Ele conseguiu mudar a cabeça da Ana Paula.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here