Hospital Municipal de Barueri recomenda atenção redobrada com os olhos durante o verão

É comum nesta época do ano optar por roupas mais leves, abusar do filtro solar e até mesmo evitar a exposição direta nos horários de pico do sol
Além de cuidar da pele você também lembra de proteger os olhos? Pensando nisso, o Hospital Municipal de Barueri (HMB) dá dicas para manter a saúde ocular nos dias mais quentes.
Nesta estação, a busca pela refrescância é marcada principalmente pelo uso de piscinas e praias, só que até este tipo de diversão exige cuidados para os olhos. “A principal alteração ocular no verão é o olho seco, que acontece pela evaporação da lágrima, causada pelo calor excessivo e também pelos banhos de mar e piscina, que podem ressecar a superfície do olho”, esclarece Heloísa Nascimento, coordenadora de oftalmologia do HMB, que sugere usar colírios lubrificantes, com prescrição médica, para hidratação.
De acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SOB), existem algumas medidas fundamentais para manter os olhos saudáveis: lavar as mãos com frequência e não levá-las aos olhos; nunca coçar ou esfregar os olhos; manter os cílios e as pálpebras limpas; não compartilhar produtos de maquiagem; não dormir sem remover toda a maquiagem com produtos adequados; usar óculos de sol que cubram a região ao redor dos olhos; proteger-se do sol com chapéus e bonés; e higienizar bem e guardar corretamente as lentes em soluções adequadas.
Pessoas que usam lentes de contato precisam de mais cuidados ainda, já que há risco de contaminação por conta da manipulação direta nos olhos. “Nunca se deve usar lente em piscina ou é preciso optar por lentes de descarte diário em função das infecções relacionadas à água sem tratamento”, explica a oftalmologista, que alerta para o risco de ceratite por acanthamoeba, uma inflamação causada por protozoário proveniente da água que pode se alocar em lentes de contato.

Proteção além da estética
A SBO alerta para algumas precauções antes de comprar óculos escuros, como, por exemplo, atestar que as lentes contenham filtro solar e certificação do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), bem como uniformidade de reflexos, além de comprar em um lugar que ofereça garantia e assistência. Vale ressaltar a importância desse tipo de cuidado, pois a exposição ao sol pode causar o aparecimento precoce da catarata, degeneração macular relacionada à idade, doença que pode levar a cegueira, e pterígio, o espessamento da membrana que cobre o globo ocular.
Se mesmo com todos os cuidados surgir alguma irritação ou incômodo, é preciso procurar um especialista e, sobretudo, não se automedicar. “É importante estar atento a três sintomas principalmente: dor, piora da visão ou vermelhidão. Qualquer um desses sinais pode ser indício de que o olho não está saudável e por isso é fundamental passar com um oftalmologista”, destaca Heloísa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here