Nome forte

Pode até ter causado surpresa o fato do governador Márcio França (PSB) ter lembrado o ex-prefeito de Osasco, Francisco Rossi (PR) sobre a escolha de um vice para sua chapa na candidatura de governador. Rossi iniciou sua carreira política nas eleições de 1972, quando se elegeu prefeito e dali pra frente nunca mais parou. Foi deputado Constituinte, voltou a sentar na cadeira de prefeito de Osasco em 1989, e elegeu seu sucessor; Celso Giglio. Em determinados momentos afirmou ter se aposentado da política. “Vou deixar para os mais jovens”, afirmava sorrindo. Mas nas eleições de 2016 ele desempenhou um papel muito importante para eleger o atual prefeito Rogério Lins (Podemos). Até se disse decepcionado – novamente – com a política por desentendimentos com Lins na condução da prefeitura.

 

Yamato na coordenação 

Recentemente, Rossi, tomou a decisão de voltar ao meio político lançando sua candidatura para um cargo ainda vago em seu currículo; o de deputado estadual. Antes reservado à filha Ana Paula, a família reunida achou por bem que o experiente Francisco Rossi voltasse a disputar cargos. Nem bem esquentou sua pré-campanha e eis que seu nome aparece como uma das possibilidades para compor a chapa de Marcio França que tem o apoio de 17 partidos. Rossi afirmou que não foi consultado mas que fica honrado pela lembrança de seu nome e que continua pré-candidato a deputado estadual. Até escolheu um famoso e competente nome da cidade para ser seu coordenador; Tsuyoshi Yamato que vem acompanhado do Conrado Del Papa.Neste final de semana, dia 29, acontece a convenção na Assembleia Legislativa que pode obrigar Rossi a mudar a candidatura.

 

PT realiza convenção. Dois nomes são de Osasco

E o PT Paulista realiza no próximo sábado (28) a convenção que vai homologar o nome de Luiz Marinho como candidato do partido ao governo do Estado e de Eduardo Suplicy e Jilmar Tatto como candidatos ao Senado. A convenção também vai marcar o lançamento da candidatura de Lula à Presidência da República em São Paulo. O evento também vai homologar a chapa de deputados estaduais e federais, entre eles o do ex-prefeito de Osasco e atual secretário de Finanças e Planejamento do PT, Emidio de Souza, a deputado estadual e de Valmir Prascidelli que tenta a reeleição. O ato político será realizado a partir das 10 horas. Durante o encontro, o pré-candidato petista vai apresentar as diretrizes do programa de governo para São Paulo. Local: Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo (rua Galvão Bueno 782 – Liberdade), a partir das 9 horas.

 

Tucanos oficializam Dória 

O PSDB também realiza sua convenção no sábado dia 28. Quando será escolhido o ex-prefeito de São Paulo João Dória como candidato a governador, as duas vagas para o Senado (Ricardo Tripoli e Mara Gabrilli) e as de deputado federal e estadual. Na lista, três nomes de Osasco; dois a federal – Didi e De Paula e para estadual o vereador e presidente da Câmara de Osasco, Elissandro Lindoso. Muito conhecido pela profissão de médico cirurgião oftalmologista, em 2016 foi o vereador mais votado. De Paula é presidente do diretório em Osasco está em seu segundo mandato na Câmara de Osasco. Já Didi, vereador diversas vezes acabou retornando em 2016. A Convenção vai definir, também, o nome da deputada federal Bruna Furlan (Barueri).

 

Piteri passa a ser candidato  

O Partido Popular Socialista (PPS) realizou nesta quinta-feira, dia 26 de julho, na Assembleia Legislativa de São Paulo, sua convenção estadual, que oficializou o nome de Claudio Piteri como pré-candidato a deputado estadual nas eleições de outubro próximo. Vereador de Osasco por cinco mandatos e vice-presidente da Fundação Casa por nove anos, Piteri foi candidato a prefeito de Osasco em 2016, obtendo votação expressiva e ocupando o terceiro lugar. “Claudio Piteri é o nome forte do PPS para representar a região de Osasco na Assembleia Legislativa. É a nossa aposta nas eleições deste ano”, afirmou o presidente estadual do partido, Arnaldo Jardim. Na região, Claudio Piteri já anunciou que fará dobradinha com a deputada federal Bruna Furlan. “Nossa parceria visa fortalecer a representatividade da região no Congresso e na Assembleia Legislativa. Eu me sinto honrado pela confiança em torno do nosso projeto político, e por ser o único pré-candidato a deputado estadual do PPS na região de Osasco”, afirmou.

 

Dada a largada
Dia 20 de julho foi a data estipulada pela Justiça Eleitoral para o início das Convenções Partidárias que vai até 5 de agosto. Desde então partidos vêm realizando suas reuniões para definir os nomes que devem entrar em definitivo na disputa a partir de 15 de agosto. Em Osasco, ouve-se muitos comentários que o total de candidatos a estadual e federal deve chegar a 30 nomes. Se analisarmos que a cidade tem 570 mil eleitores, até que não é muito. Contanto que os munícipes se dediquem mais a nomes da cidade. Os mais conhecidos são: Francisco Rossi, Gelso Lima, Délbio Teruel, Dr. Lindoso, Claudio Piteri, Ralfi Silva, Pelé da Cândida, Alexandre Bussab, Daniel Matias; enfim outros tantos. Isso para estadual. Federal temos: Valmir Prascidelli, De Paula e Didi como os mais conhecidos e comentados. Mas tenham certeza que outros nomes aparecerão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here