O que eu penso da minha televisão

Difícil não começar assim.
O mimimi teve “ataquezinho” até contra “As Aventuras de Poliana”, SBT. Uma personagem mostrou para personagem que o importante é não fazer papel de coitadinho. Se eu já gostava da novela, agora então…
E nem vou citar de gente que reclama de clube de futebol contratar jogador com problemas pessoais. Pobre do torcedor deste clube, dirigentes não têm convicção de nada. Escutam qualquer um. E quando o jogador é craque, ninguém se queixa. Sem falar dos atletas com problemas na justiça que já jogam por estas equipes.
O jornalismo esportivo continua se transformando. Temos que acompanhar essas mudanças. E lamentando muito o fim do canal do Esporte Interativo. Bons colegas desempregados.
Aproveitando…
Jornalista esportivo continua achando que é médico. Isso também é assustador.
Mudando de assunto…
Teve debate entre presidenciáveis na Band. Debate no mesmo dia que “A Praça é Nossa” (SBT) e “A Lei e o Crime” (Record) fica difícil. Logicamente não assisti essa alegre conversa entre políticos.
Ainda sobre “A Lei e o Crime”, Record…
Que ótima série. Muito boa mesmo. Mostra todos os tipos de criminosos. Do mais simples até o que ninguém desconfia.
Sobre o assunto do momento…
O “Vídeo Show”, Globo, anda levando convidados mais jovens. Apresentadoras se enrolam menos. Apesar que alguns atores estão sendo convidados para comandar o programa. Estão trocando o pneu com o carro correndo.
É aquela de sempre. Programa que fala de televisão precisa ter gente que entende de televisão. Simples assim.
Uma boa salvação para o “Vídeo Show” seria o José Armando Vannucci. Jornalista que sabe tudo de televisão e que hoje trabalha na produção do “Domingão do Faustão”.
Já falei sobre isso, mas…
Não escrevo nada, absolutamente nada, para agradar alguém. Escrevo o que eu penso. Sempre.
Continuo gostando de “O Tempo Não Para”, Globo. Novela bem interessante e bem diferente de tudo que já vimos. Mas ainda prefiro aguardar um pouco mais. Espero que não fique cansativa.
E para aquela garotada que não conhecia o genial trabalho do Edson Celulari, também é uma boa. Feliz que este ator está se destacando. Merece todo o respeito. Sempre muito bom.
Aconteceu algo bem parecido com o Lulu Santos. Precisou o “The Voice”, Globo, para mostrar o tanto de talento que ele tem e uns “moderninhos” acreditarem.
Para fechar…
Estou com saudade da ótima apresentadora Ione Borges.
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here