Pirapora ferve

No domingo, dia 3 de junho, muitas comemorações, carreatas, fogos, buzinaço tomou conta de Pirapora do Bom Jesus após a apuração de resultados da eleição suplementar que dava como certo a vitória de Gregório Maglio (MDB). Passado um mês, ele nem bem havia sentado na cadeira de prefeito e já sofria uma enxurrada de denúncias de compra de votos na eleição ocorrida naquele domingo. Tal responsável pela explosão da bomba com tantas denúncias é o jornalista investigativo Roberto Cabrini do SBT. Na noite desta segunda-feira, 2 de julho, um mês após a eleição – em seu programa Conexão Repórter, o jornalista dedicou uma hora para mostrar imagens de munícipes afirmando ter recebido de 100 a 200 reais para votar no candidato do MDB.

 

O povo não aprende mesmo 

E o mais grave,  uso de um ônibus escolar, à serviço da prefeitura para transportar alunos, que no domingo estava lá para buscar eleitores, de acordo com as afirmações de Cabrini. Essa eleição suplementar se fez necessária porque  a Justiça Eleitoral considerou inelegível o prefeito eleito em 2016, Raul Silveira Bueno Junior (PTB), devido a irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em contratos firmados por sua administração em mandatos anteriores. Como teve mais de 50% dos votos válidos o pleito foi cancelado. Com isso, impossibilitado de concorrer novamente lançou a esposa Andrea Bueno que por 246 votos ficou em segundo com 3.611 votos enquanto Maglio recebeu 3.861 votos; 42,22% dos votos válidos. Casualmente, Cabrini e o prefeito eleito estiveram juntos quando da visita do governador Marcio França, na sexta-feira dia 29,  na sede do jornal Diário da Região em Osasco. Ao tentar entrevistar Gregório, esse rapidamente se desvencilhou de todas as acusações afirmando provar tudo na Justiça, dizendo ainda desconhecer tais fatos.

 

Comércio cria Câmara para homologação

A CINTEC – Câmara de Conciliação Intersindical Trabalhista do Comércio de Osasco e Região foi criada essa semana por dois sindicatos do comércio varejista. De um lado o SECOR – Sindicato dos Comerciários de Osasco e Região presidido por José Pereira Neto, que representa o lado dos lojistas. A outra parte é o SINCOMÉRCIO – Sindicato do Comércio Varejista de Osasco e Região conduzido por Rafael Paes, representando o setor patronal. A Câmara Sindical vai desempenhar um papel importante aos lojistas e seus patrões pois em caso de demissão, de qualquer parte, os acertos deverão passar por uma comissão que reunirá advogados de ambas as partes, o interessado e o nomeado responsável pela homologação. Na assembleia, convocada por um edital para o dia 4 de julho, todos os presentes aprovaram a criação da nova entidade em chapa única e composição da diretoria. Uma Lei de 9 de janeiro de 2000 instituiu tais criações por diversas áreas sindicais para resolver conflitos trabalhistas que envolve o empregador e o empregado.

 

Muitas lideranças  

Com as presenças dos dois presidentes: José Pereira Neto e Rafael Paes; Secor e Sincomércio respectivamente, lideranças de Osasco e região se reuniram na última terça-feira, dia 3 de julho, em apoio à pré-candidatura de Claudio Piteri (PPS) a deputado estadual. O encontro ocorreu na região central de Osasco e contou com a presença de cerca de 250 pessoas, entre líderes populares e políticos de diferentes partidos. Presidente do PPS de Osasco, o ex-prefeito Guaçu Piteri destacou a importância de fortalecer um projeto de desenvolvimento para as cidades da região oeste da Grande São Paulo. “É uma honra Osasco receber lideranças da região para consolidar a construção da pré-candidatura do Claudio Piteri a deputado estadual, e também da Bruna Furlan na reeleição a deputada federal”, afirmou.

 

Bolsonaro em Osasco

Acontece neste sábado, 7, a inauguração do Diretório Municipal do PSL de Osasco na Rua Manoel Saraiva, 257 – Vila Campesina.
O encontro terá nomes famosos da política como o deputado federal Major Olimpio que é pré-candidato ao Senado. A inauguração acontece às 9 horas e terá a responsabilidade do Dr. Alexandre Bussab – pré-candidato a deputado estadual – que assumiu a presidência regional na cidade. Estará presente também o pré-candidato a deputado federal; o ator Alexandre Frota. Até o fechamento de nossa edição ainda não estava confirmada a presença do pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro, apesar de estar citado nos convites distribuídos, mas tudo leva a crer que não virá.

 

Desacertos em plenário

Ao usar da tribuna na última sessão antes do recesso de julho o vereador Tinha Di Ferreira falava de uma audiência promovida pela Câmara a seu pedido, realizada na Vila dos Remédios quando agradeceu ao grande número de munícipes presentes. Foi surpreendido por Pelé da Cândida (PSC) após a fala de Tinha ao usar da tribuna. “Audiência louvável, mas vossa excelência não conhece os munícipes da Vila dos Remédios direito. Ali estava um movimento por moradia. Fico triste por ver uma audiência ser provocada a poucos dias da eleição. Mostra o interesse político, infelizmente”, criticou certamente por ter diversos pré-candidatos participando.

 

Mora na Capital 

Adiante Pelé surpreendeu ao afirmar que seu colega nem mora na Vila dos Remédios e passou um endereço na Vila Jaguara, bairro paulistano. Pelé ao irritar seu colega, teve como resposta um grito de babaca por parte de Tinha. “Babaca é você” retrucou Pelé da Cândida concluindo que além dele a família também é babaca. O presidente Lindoso (PSDB) acabou suspendendo a sessão por dez minutos. No retorno a volta da paz com Tinha afirmando que a pessoa que agrediu Pelé verbalmente na Vila dos Remédios não faz parte de seu staff político. Pediu também para retirar da ata a palavra babaca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here