Tucanos em festa

O presidente do Legislativo de Osasco, Dr. Elissandro Lindoso (PSDB), tem comentado aos mais íntimos estar muito satisfeito com o resultado das urnas em Osasco. Concorrente direto de Marcio França (PSB), apoiado pelo prefeito Rogerio Lins e por pelo menos 16 vereadores, o candidato do PSDB ex-prefeito de São Paulo João Doria ficou em segundo no município. De um lado, França obteve 189.320 votos, e com apenas 13.211 a menos, Doria obteve 176.109. O suficiente para Dr. Lindoso comemorar, tendo em vista as manifestações com carreatas e caminhadas pela cidade. A carreira do médico foi vitoriosa em 2016 quando eleito o mais votado da cidade. No primeiro turno, mesmo não tendo alcançado a vitória sagrou-se vitorioso por ter sido o candidato a deputado estadual mais votado da cidade com mais de 30 mil votos.

 

Uma nova Câmara

Lindoso foi eleito o presidente da Câmara para o biênio 2017 a 2018. Há dois meses do final do mandato, muitas modificações ocorreram no Legislativo. Visando economia e modernidade, alugou um prédio ao lado, na Avenida dos Autonomistas onde atualmente acomoda os 21 amplos gabinetes dos vereadores. O ponto dos servidores, agora é com biometria, e muitos contratados deram a vaga a concursados. Agora, por segurança da Casa, a entrada é feita por cadastro com identificação eletrônica. Ainda em 2017, a aproximação ao então prefeito de São Paulo, João Dória, se deu através de um Título de Cidadão Osasquense entregue em 10 de outubro daquele ano. Em campanha, nos dois turnos, o vereador sempre ­­foi confiante em afirmar que estava do lado certo e que Doria eleito traria muito progresso ao município de Osasco.

 

Vereador reclama 

O vereador Fabião (PCdoB) comunicou o prefeito Rubens Furlan (PSDB) sobre problemas no Hospital Municipal de Barueri Francisco Moran. De acordo com ele, tem recebido muitas reclamações de pacientes sobre adiamento de exames e cirurgias nas dependências do órgão público, Fabião quer a intercessão do secretário dos Negócios Jurídicos do município para interceder na gestão do Hospital de responsabilidade da SPDM. Muito próximo ao prefeito Rubens Furlan, o vereador acredita que toda a situação seja resolvida de imediato.

 

Mais um?

O prefeito de Itapevi, Igor Soares (Podemos) é um outro nome que é considerado rebelde dentro do seu partido e que pode trocar de sigla. Foi publico e notório que ele acompanhou e apoiou a campanha de Bruna Furlan para deputada federal, descartando em boa parte a presidente nacional da sigla Renata Abreu. Não vai ser surpresa se optar por outra agremiação, que também pode ser o PSDB. Seria outra novidade na região na mesma linha de seu colega de Osasco, Rogério Lins, que não confirma mas pode estar com planos de mudar conforme noticiamos nesta página.

 

Insatisfeitos

Os vereadores de Carapicuíba se sensibilizaram com a comunidade do Ariston e questionam agora a Prefeitura quanto às obras no campo de futebol do Centro Social Urbano (CSU). Dezenas de moradores e atletas estiveram nessa terça-feira (30) no plenário da Câmara, durante a 34ª Sessão Ordinária, para manifestar insatisfação com o projeto do Executivo que pretende transformar o campo em uma quadra society para construção de uma creche no local. A Casa defende que a ideia seja reformulada para que os atletas e alunos não sejam prejudicados. Por meio do Requerimento n° 69/2018, de autoria da vereadora Néia Costa (PSB) e aprovado por todos os demais parlamentares, demonstra preocupação com a iniciativa, visto que o espaço oferecia inúmeras atividades à população, e questiona quais projetos serão aplicados após a revitalização do CSU.

 

Dança de partidos  

Os comentários sobre as mudanças partidárias em Osasco aumentam dia a dia. Tanto para vereadores como para o prefeito Rogério Lins. Claro que se indagado eles vão negar. Mas vamos aos fatos. No primeiro caso temos o vereador Ralfi Silva (Podemos). Público e notório que ele se engajou na campanha de Doria para governador após no primeiro turno ter recebido todo o apoio de Rodrigo Garcia (DEM) – Garcia é o vice governador eleito; Na sessão ordinária de terça feira no Legislativo, Ralfi foi indagado à respeito.
Além de elogiar o comportamento de Garcia, teceu muitos elogios à eleição de Doria. Com isso, o alerta sobre o desenrolar daqui pra frente que pode prometer uma mudança de partido. O DEM deve completar seu projeto de fusão com outra sigla, e nesse caminho todos que detêm mandato podem seguir carreira em outra agremiação.
Nesse caso, deve entrar o jovem vereador da cidade, num compromisso de assumir a sigla.

 

Cinco, no mínimo 

E não é só Ralfi Silva que deve seguir outro caminho partidário. Dentro do PSDB, tem três vereadores e um insatisfeito com os acontecimentos na campanha. Desses, Lindoso deve permanecer por estar com Doria, De Paula idem. Atual presidente municipal, ele deve permanecer também confiante no novo governador. A dúvida recai sobre Didi, que há tempos vem criticando o atual sistema de comando e a falta de transparência do secretário da Saúde Carlos Vido na sua pasta. Toniolo (PCdoB), Batista Comunidade (PTdoB), Ribamar Silva (PRP), Lucia da Saúde (PMB), obrigatoriamente devem mudar, pois seus partidos não conseguiram preencher a claúsula de barreira ao não preencher o percentual de votos em pelo menos nove estados. Com isso, vão perder a verba partidária. Ou seja, no bom sentido, vão fechar as portas.

 

Se quiser tem apoio

Quanto ao prefeito Rogério Lins, sua saída do Podemos ainda é uma incógnita. Começo de 2018, eram fortes os comentários que ele esperaria o final da eleição para seguir carreira em outro partido. As apostas sinalizavam o PSDB. Mas como agora ele apoiou Marcio França ao governo de São Paulo, se tinha intenção terá que trabalhar para reabrir algumas portas, a principal é a que leva ao gabinete de Doria em 2019, quando já governador. Nada fácil, mas nada impossível. Já parte de Elissandro Lindoso o apoio para levá-lo até o próximo governante do Estado. “Se ele quiser pode contar com meu apoio”, disse Lindoso nesta semana. Adiante ainda afirmou: “Precisamos aglutinar forças aqui em Osasco para trazermos muitas benfeitorias à cidade”, disse desdenhando de candidatura em 2020, nem um pouco interessado em concorrer para prefeito. Deixando claro que seu projeto é para 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here