Vale do Loire

Um dos lugares mais lindos que já tive a oportunidade de visitar foi esse. A região belíssima do Vale do Loire, no coração da França, é um destino para aqueles que gostam de história de reis e rainhas, que gostam de boa comida, bons vinhos, que querem um clima de romance (destino perfeito para lua de mel) e ver belos castelos até dizer chega. Voltaria dezenas de vezes para os mesmos lugares que visitei e também para ver novos, pois são mais de 50 castelos na região toda. Impossível não se apaixonar.
O Alê (meu namorado) e eu fizemos essa viagem saindo de Paris, onde alugamos um carro e descemos até o Vale do Loire. Foram aproximadamente 4 horas dirigindo em estradas lindas e super bem cuidadas. Uma dica para quem quiser alugar carro na Europa, é deixar aquele equipamento do Sem Parar habilitado, pois em alguns guichês de pedágio (na verdade, na maioria deles), não existe ninguém para te auxiliar e o pagamento só pode ser feito por cartão de crédito. Então, se der algum problema, vai ser um pouco complicado resolver. Então ative o aparelho.

No Vale do Loire, você pode usar duas cidades como base. Tours ou Amboise. As duas são lindas, mas Tours é maior e tem mais cara de cidade grande. Como gostamos de coisas mais tranquilas, escolhemos Amboise, que tem muito a cara daquelas cidades de livros franceses. Na minha opinião, foi a melhor escolha para a gente. Foi tudo perfeito e a cidade é simplesmente linda, com os melhores restaurantes da vida!
Como ficamos apenas quatro dias lá, conseguimos fazer cinco castelos, pois todos os que queríamos visitar ficavam distantes e a sorte foi que conseguimos colocar um ou outro do caminho de volta ou ida. E ainda tivemos tempo para visitar uma cave de vinhos chamada Cave de Vouvray. Aliás, cave de vinhos é o que não falta pela região. Foi difícil decidir qual delas a gente iria visitar. Beba o máximo de vinho que puder, desde que sejam todos da região do Vale do Loire.Nosso primeiro castelo da viagem foi o Château de Langeais, que fica na cidade de Langeais. É lindo, tem toda uma cara de castelo mesmo, até com aqueles portões que subiam com correntes. Demais. Depois visitamos o Château de Villandry, que não parecia muito um castelo e sim, uma linda e enorme mansão de séculos atrás. Com certeza, tem um dos jardins mais lindos que já vi na vida.Depois fizemos o Castelo de Amboise, que ficava do lado do hotel que estávamos hospedados (nos hospedamos no Les Manoir des Minimes, uma graça de hotel 4 estrelas de cidade pequena francesa, perto de tudo). Esse castelo foi demais por alguns motivos. Ele era lindo, enorme e imponente. Mas, além disso, uma pessoa muito especial passou parte de sua vida lá e hoje, está enterrado na capela desse castelo. Estou falando do gênio Leonardo da Vinci. Sim, ele está enterrado na Capela de St. Hubert e é possível ver de perto e até tocar em seu túmulo.
Por fim, fomos visitar os dois que eu estava mais ansiosa para conhecer. O Château de Chenonceau, que é sem sombra de dúvidas o mais lindo em questão cenográfica. Ele foi feito cruzando o Rio Loire, então existem vãos embaixo dele onde passa o rio. Além de ser um castelo todo branco e muito lindo, com jardins maravilhosos. E então, chegamos ao meu favorito de todos os castelos da região, aquele cuja história me faz suspirar. Castelo de Chambord. Reis e rainhas de várias épocas e países passaram por lá. ele é enorme, majestoso e lindo de morrer. Não me peça para explicar a sensação que senti por lá, pois não saberia explicar.
Claro que muitos outros castelos ficaram sem ser vistos, mas por isso tenho pretexto para querer voltar muitas vezes e ver mais castelos. Não sei vocês, mas meu país favorito é de longe a França. Sou apaixonada por cada cantinho que conheci nesse país. O Vale do Loire só me deixou ainda mais encantada com tudo por lá. Se você ainda não conhece, faça um favor a você mesmo e vá conhecer a França e seus encantos. Me conta depois.

 

Dicas da Talita

• Óbvio que minha dica para Vale do Loire será de gastronomia. Se você caminhar por Amboise, irá encontrar diversos restaurantes e alguns até escondidos. Antes de se aventurar por eles, peça ao funcionário do hotel em que estiver hospedado, para fazer reservas. Não se preocupe em saber se o restaurante é bom. É um bistrô francês, na França, no Vale do Loire. Absolutamente tudo lá é bom. Preciso recomendar o meu favorito de todos que se chama La Fourquette. Comi um dos melhores pratos que já provei na vida. Uma carne de porco cozida com vegetais e uma peça de queijo camembert ao forno. Simples assim.

• Claro que existem outros restaurantes bons lá. outros dois que gostamos bastante foram o L’Épicerie e o La Pause du Temps. Esse último foi o favorito do Alê. Características de restaurantes europeus! Dois funcionários (um cozinhando e outro servindo) e um menu enxuto, com 3 opções de entrada, 2 de pratos principais e 2 sobremesas. Vinho? Só se for nacional e da região em que estiver. Não se preocupe com taças ou a temperatura da bebida, lá na França vale tudo quando o assunto é beber um bom vinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here