Vôlei Osasco-Audax é vice-campeão paulista


A mais tradicional equipe do vôlei brasileiro encerra sua participação no estadual 2018 de cabeça erguida. Em sua oitava decisão estadual consecutiva, o Vôlei Osasco-Audax soube conter a ansiedade após ser superado pelo Sesi Bauru na primeira rodada da final 2018.


 

Com garra, as jogadoras se entregaram da primeira a última bola e deixaram tudo na quadra em uma verdadeira batalha de cinco sets. Méritos para o Sesi Bauru, que conquistou seu primeiro título após vencer a segunda partida da final por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 15/25, 21/25, 28/26 e 15/12, em 2h21min. Agora, as atenções de Mari Paraíba, Paula Pequeno, Claudinha, Walweska e cia. se voltam para a disputa de mais um título, desta vez da Supercopa, contra o Dentil/Praia Clube, no próximo sábado (10), em Fortaleza.
Na sexta-feira (2), com o ginásio José Liberatti completamente lotado (recebeu 4 mil pessoas), as donas da casa jogaram muito, mas foram superadas por 3 sets a 2. Mesmo em desvantagem, não se deixaram abater e transformaram a dificuldade em combustível para alimentar a vontade de levantar mais um troféu. Todo esse cenário foi valorizado pela central Walewska. “Foi importante. Temos um time em construção e, nesse processo, surgem dificuldades. Mas o time mostrou muita força nessa série final. Jogou bem as duas partidas, dentro e fora de casa, ambas decididas no quinto set. Saímos daqui com a cabeça erguida.”, analisou a capitã do time, que completou. “Agora é focar no que vem pela frente. No final de semana já temos outra decisão de mais um título, desta vez a Supercopa, e na sequência começa a Superliga.” A avaliação do técnico Luizomar seguiu  a mesma linha.” Os jogos finais foram extremamente valiosos pelo momento que a equipe está vivendo e pela nossa construção. Montamos um time reformulado para essa temporada e almejamos alcançar grandes conquistas. Fizemos uma semifinal duríssima, decidida no Golden Set (contra o Hinode Barueri) e agora mais dois jogos de 3 sets a 2, decididos nos detalhes. Tudo isso só mostra o quanto essa equipe é lutadora, o potencial que tem e onde pode chegar nessa temporada. Mas temos muito a fazer ainda e vamos em frente”, garantiu o treinador. Para Camila Brait, o momento é de olhar para frente. “Sabíamos que ia ser muito duro, pois Bauru tem grandes atacantes. Mas ainda erramos bolas bobas que precisamos melhorar. Agora é cabeça no lugar, pois nesse final de semana tem final da Supercopa e depois Superliga.”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here