Vôlei Osasco perde, mas avança para semifinais do Paulista

O Vôlei Osasco-Audax está classificado para as semifinais do Campeonato Paulista 2018. O time de Walewska, Paula Pequeno, Claudinha, Mari Paraíba e cia. garantiu vaga na fase decisiva apesar de ter sido superado pelo Sesi Bauru, que ganhou por 3 sets a 2, parciais de 25/18, 22/25, 24/26 e 25/16 e 15/10, em 2h18min, na noite desta terça-feira (9), no José Liberatti. Lorenne, Mari Paraíba e Palacio foram as maiores pontuadoras, com 19 acertos cada. Como sempre, o torcedor compareceu em massa nas arquibancadas do ginásio osasquense, incentivou a equipe do começo ao fim e teve a oportunidade de conhecer o novo uniforme rosa, com o alvo azul da campanha “O Câncer de Mama no Alvo da Moda”. A ação faz parte do Outubro Rosa.

Para assegurar matematicamente a vaga na semifinal, o Vôlei Osasco precisava vencer apenas um set diante do líder e único invicto Bauru. Como, além de conquistar duas parciais, somou um ponto, a tradicional equipe osasquense está garantida entre as quatro melhores do estadual. Agora, vai decidir o segundo lugar na classificação geral contra o Hinode Barueri nesta sexta-feira (12), a partir das 21h30, novamente no José Liberatti, na última partida da primeira fase. O Sportv vai transmitir a partida. “Agora vamos estudar onde podemos melhorar e deixar esse jogo para trás para nos concentramos no próximo duelo, que será decisivo”, disse a central Walewska, lembrando que terminar entre os dois primeiros garante o mando de quadra na semifinal.

Camila Brait lamentou as falhas de Osasco. “A gente começa bem o set, mas depois vai levando o jogo, bate uma desconcentração e acabamos cometendo três ou quatro erros seguidos. Isso, claro. Não é bom. Sabíamos que Bauru é um time forte e que só venceríamos nos detalhes. Erramos muito e não sacamos bem como vínhamos fazendo. Nossa defesa pode melhorar. O lado positivo foi o fato de garantirmos matematicamente a nossa classificação para a semifinal. Vamos esquecer essa partida e nos concentrar para decidir o segundo lugar contra Barueri, na sexta-feira. Estamos em início de temporada, temos muito a melhorar e, com certeza, podemos jogar melhor”, afirmou a líbero.

A peruana Angela Leyva fez seu segundo jogo na temporada, o primeiro diante da torcida no Liberatti, e teve atuação positiva, com 12 pontos. “A oportunidade estava na nossa frente. Falta um pouco mais de concentração para arrancar esses pontos que deixamos escapar. Mas vamos aprendendo pouco a pouco. A equipe é nova, temos atletas diferentes e seguimos em frente em busca de evolução. Fico feliz com minha atuação. Graças a Deus consegui me apresentar bem e ajudar a equipe em quadra. Agora é focar na partida de sexta-feira. Sabemos que não vai ser fácil, mas vemos manter a mentalidade positiva para fazer um bom jogo e buscar a vitória diante de Barueri”, explicou a ponteira.

O jogo – O primeiro set foi equilibrado, mas com Bauru mantendo a dianteira no placar na maior parte da primeira parcial. Paula Pequeno garantiu o empate no 10/10, mas Luizomar precisou pedir tempo quando o adversário fez 14/11 e 18/13. O time de Osasco errou muitos saques, mas não se entregou e teve grande momentos, como a defesa de Mari Paraíba, seguido do esforço de Claudinha para levantar do lado de fora da quadra e o ataque de Paula. Porém, o Sesi segurou a vantagem e fechou em 25/18.

O segundo set foi todo no Vôlei Osasco-Audax. Depois do empate por 5/5, Mari colocou as donas da casa na frente, para não mais deixar a ponta do placar até o final. A ponteira foi um dos principais nomes do time na parcial. Marcou pontos importantes, inclusive o último para garantir a vitória por 25/22. Destaque também para a precisão de Claudinha, as defesa de Camila Brait e os bloqueios de Walewska e Natasha. A peruana Angela Leyva também entrou em quadra e fez sua estreia no José Liberatti na temporada 2018 (ela havia atuado contra o Pinheiros, fora de casa).

O terceiro set reservava fortes emoções para o torcedor. Após Claudinha empatar em 10/10 com um ace, o Vôlei Osasco abriu vantagem. Após grande defesa de Leyva, Lorenne fez 17/13 com uma largadinha. Porém, quando parecia que a vitória estava encaminhada, o Sesi encaixou bons saques e chegou ao empate no 24/24. No momento decisivo, as donas da casa mantiveram a calma e, com dois ataques de Lorenne, fecharam em 26/24, chegando a 2 sets a 1.

O Vôlei Osasco-Audax não se encontrou no quarto set. Começou a parcial abrindo vantagem, mas após o empate em 5/5, o time de Bauru soube aproveitar os erros das mandantes para deslanchar no marcador. E apesar dos potentes ataques de Angela Leyva, o adversário fechou com tranquilidade por 25/16 para empatar a partida e levar a decisão para o tiebreak.

O quinto e decisivo set começou equilibrado. Porém, Bauru conseguiu encaixar melhor o serviço e na troca de lado de quadra vencia por 8/5. Mari Paraíba, que havia sido substituída por Paula Pequeno em função de câimbras na perna esquerda, ainda tentou voltar, mas precisou sair quando o rival ganhava por 11/6. No final, apesar da luta, as donas da casa foram superadas pelo Sesi, que fechou o tiebreak por 15/10 e a partida por 3 sets a 2.

O Vôlei Osasco-Audax jogou com Claudinha (1), Lorenne (19), Walewska (5), Natasha (10), Mari Paraíba (19), Paula Pequeno (6) e a líbero Camila Brait. Entraram: Vivi, Angela Leyva (12), Nati Martins e Domingas (2). Nati Martins, Angela Leyva. Técnico: Luizomar de Moura.

O Sesi Bauru jogou com Fabíola (3), Valentina (9), Valquíria (15), Saraelen (9), Vanessa (3), Palácio (19) e a líbero Tássia. Entraram: Arlene, Tifanny (14), Edinara (8) e Naiane (1). Técnico: Anderson Rodrigues.

Outubro Rosa – As pessoas que comparecerem ao José Liberetti nesta terça-feira sentiram o clima do Outubro Rosa. Além do uniforme na cor rosa, o time firmou parceria com o Instituto Brasileiro de Controle do Câncer, por meio da campanha “O Câncer de Mama no Alvo da Moda”, e inseriu o alvo azul na camiseta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here