Ícone do site Correio Paulista

Estranhos Momentos

Estava reparando.

Na Band, tudo é com o Datena. De esportes, passando por eleição e indo até narração esportiva. E na Globo, tudo tem que ter opinião do Casagrande e do Galvão Bueno. Nada contra, mas…

E outro dia…

O narrador Silvio Luiz  brincou com um cantor. Logicamente virou “polêmica”. Tudo vira debate. Jesus! Turma chata demais. Jesus!

Aproveitando…

Eu jamais vou condenar uma pessoa por uma piada que eu também faria. Muito menos uma autoridade. Perdão se eu já falei sobre isso antes. Hahaha

E mais uma semana com famosos morrendo. Já nem sei mais de quem eu falei ou não. Uma pena. Mas vamos vivendo. Sofrendo e vivendo.

Falando nisso…

Morreu Paulinho, vocalista do “Roupa Nova”. Só posso lamentar. A banda que minha mãe mais gosta. Uma tristeza.

E nem terminei, outra morte, o grande jornalista Orlando Duarte. O homem era uma enciclopédia.

Mudando de assunto…

E quando a imagem mostra policiais calmos e tranquilos em uma rua e o apresentador fica gritando como se fosse algo super grave? Dou risada.

E sobre os que entendem de tudo…
Temos especialistas em tudo. Em rede social então… Eu não entendo de muita coisa. O assunto que quase todo mundo entende atualmente é vacina.

Leio que o apresentador e jornalista Carlos Nascimento não vai continuar no SBT. Uma pena. Caberia em um jornal mais comentado. Uma atração diferente.

E de novo…

Pessoas discutindo reality show como se fosse algo super sério. Uma discussão quase antropológica. Acho esse povo bem estranho.

E mais, pessoas fazem cobranças. Exigem mil coisas da emissora. Eu assisto televisão apenas para me divertir. Só isso. Sem muita frescura.

E já estou pensando no próximo “Big Brother”, Globo.

Sempre torço pelo participante que o mimimi não curte muito.

E minha saudade vai para…

O antigo homem do tempo do SBT, o Feliz (Felisberto Duarte).

Sair da versão mobile