Guaçu Piteri: Humildade, Lealdade e amor ao próximo

Capa Política

llNesta semana, a cidade de Osasco ficou orfã de um cidadão ilustre, um ser humano ímpar, educado, prestativo, um amigo. Guaçu Piteri, o nosso sempre prefeito Guaçu, como tratávamos o nosso amigo foi morar com Deus.
Nascido em Pindorama, no interior de São Paulo, Guaçu trazia consigo algumas singularidades que lhe eram peculiares. Dono de um senso de humor elegante e de uma inteligência fora de série, nosso querido amigo era, ou melhor, é um amigo que talvez não saberemos neste relato descrevê-lo, pois quando temos um amigo do peito, um amigo de todas as horas e é difícil resumir em palavras a sua importância.
Com frequência, o nosso querido professor Guaçu Piteri, fazia uma visita à nossa redação, nossas conversas eram regadas de bom humor, pitadas históricas e acima de tudo respeito ao próximo. Essa era uma das qualidades do amigo, nunca em nossa longa amizade, vimos sua boca proferir palavras odiosas, de veneno para outra pessoa.
Guaçu Piteri é e sempre será uma figura histórica para Osasco, São Paulo e o Brasil. Ele participou da campanha pela emancipação de Osasco, foi prefeito por duas vezes, em momentos conturbados da nossa democracia. Foi deputado estadual em 1970, inclusive o segundo mais votado na época. Foi fundador da Fundação Instituto Tecnológico de Osasco (Fito). Ele alçou um voo mais alto e atingiu seu objetivo, foi eleito deputado federal. Ele foi professor universitário no Centro Universitário UNIFIEO. A literatura brasileira ganhou também um grande escritor, esse nobre morador osasquense tem várias obras publicadas e em breve um livro deve ser lançado, para alguns o melhor que Guaçu já produziu.
Na área política, Guaçu Piteri conhecia a cidade como ninguém, prefeito de Osasco por duas vezes, deputado estadual e federal, mesmo fora do cenário, ele nos indicava o que aconteceria nos embates eleitorais futuros e era certeiro em suas apostas. Uma grande liderança que ficava mais no anonimato, mas que era consultada até por oposicionistas ao seu direcionamento político. “Referência na resistência democrática, Guaçu sempre será para mim uma inspiração na luta por justiça social e deixa um legado enorme para a boa política, aquela que transforma vidas e gerações”, disse Rubens Furlan, prefeito de Barueri. “Osasco perdeu um dos ícones da sua vida política, o ex-prefeito Guaçu Piteri. A cidade de hoje talvez não conheça a importância do seu legado para o seu crescimento. Guaçu foi um democrata convicto que governou durante ditadura militar, sem ceder a enorme pressão que os prefeitos de então sofriam. Resistiu quando a regra era capitular”, disse Emidio de Souza, que por muitas vezes pertenceu a lados opostos da política osasquense. O ex-prefeito Jorge Lapas resumiu bem o que foi o legado de Piteri. “Em suas duas gestões como prefeito, deixou sua marca na história da nossa cidade com grandes realizações. Sua conduta sempre foi um exemplo de admiração.” Para o atual prefeito da cidade Rogério Lins, Guaçu deixará um legado de conhecimento. “Seu conhecimento, seus ensinamentos e sua disposição farão falta, mas servirão como inspiração, para aqueles que tiveram a honra de desfrutar de sua companhia”. “Meu relacionamento com ele foi muito respeitoso e há 30 anos nos tornamos amigos,uma amizade sincera, o Guaçu era brilhante. Tínhamos respeito, amizade e carinho. Nossa amizade se solidificou nos últimos anos”, disse Francisco Rossi que num passado bem distante eram rivais políticos.
E foi assim que Guaçu foi colecionando admiradores ao seu trabalho e a sua história em Osasco.
E foi também nos bastidores que Guaçu travou uma grande guerra contra um câncer, foi em silêncio que nosso professor lutou, lutou e no último domingo descansou após uma batalha de 3 meses e meio. Ao comunicar a morte de seu pai, Cláudio Piteri, seu filho e herdeiro político nos deixou uma mensagem que nos faz refletir. “Foi um exemplo para nós de luta e deixa um legado de dignidade, lealdade e amor ao próximo. Para a família, resta o desafio de seguir seus passos e honrar os princípios que ele sempre defendeu”. Cláudio deixou três qualidades de seu pai que fazem tanta falta nos dias atuais (Dignidade, lealdade e amor ao próximo), talvez se tivéssemos mais “Guaçus” em nosso país, o Brasil seria muito melhor. Mas como não temos, vamos levar esse legado do nosso grande amigo para todos os lados, testemunhando o tamanho desse ser humano, ele tinha mais de 1,70m de altura, um coração gigante e uma genialidade absurda. Engenheiro, professor, político, pai, avô e para mim e para você que está lendo essa matéria um amigo, seus ensinamentos e suas conversas me farão muita falta.
E foi assim que Guaçu foi colecionando admiradores ao seu trabalho e a sua história em Osasco. Obrigado, você nunca será esquecido pelos amigos e que lutou tanto pela cidade onde você foi prefeito duas vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *