Ícone do site Correio Paulista

Momentos Televisivos

Vejo neste exato momento que estão enchendo a paciência da Glória Maria. Tudo porque ela não é do time do mimimi. Tem isso agora, querem que você reclame de algo que você não quer reclamar.

Ela não reclama de tudo.

Mudando de assunto…

Se eu fosse um atleta, eu jamais usaria o esporte para falar de política. Nem para xingar (tenho educação) e nem para elogiar. Sei que tudo tem o seu lugar. Agora, cada um faz o que bem entender. Mas eu evitaria.

Estou ficando velho.

Sou do tempo que o “Criança Esperança”, Globo, era aos sábados com apresentação do genial Renato Aragão. Saudade.

Escuto que o mundo está mudando. Por isso sempre odiei mudanças.

E a Xuxa saiu da Record.

Posso ser sincero? Ela nunca teve a cara da Record. Ou alguém discorda?

Já na Gazeta…

O programa “Mulheres” completou 40 anos no ar. Não é para qualquer um. Minha mãe sempre adorou. Mesmo não gostando de alguns apresentadores.

Hoje é comandado Regina Volpato. Outro dia fez uma homenagem para Ione Borges e Claudete Troiano. Duas tradicionais apresentadoras da atração. Muito bom!

Estranho…

Quase não estou conseguindo acompanhar “Escrava Mãe”, Record, e nem “Laços de Família” no “Vale a Pena Ver de Novo”, Globo. Minhas tardes estão esquisitas demais.

E nesta semana…

Dois anos sem Ângela Maria e oito anos sem Hebe Camargo. Só para avisar mesmo.

Um programa de televisão sobre literatura. Seria sonhar muito alto? Em televisão aberta, para deixar isso bem claro.

Falando nisso…

Já comprei minha próxima leitura. Logo escrevo sobre ela.

Não lembro se já comentei, mas…Angélica foi criticada. O motivo? Ela é rica e feliz. Isso causa inveja de muita gente.

Brasileiro tem preconceito contra rico e contra pobre.

Quase não assisto, mas continuo torcendo pelo Biel e pelo Cartolouco em “A Fazenda”, Record. Vamos aguardar.

Minha saudade vai para…

O jornalista Tim Lopes.

Sair da versão mobile