Correio Paulista

Osasco, Barueri e região vão para a fase verde do Plano São Paulo

Osasco, Barueri e toda a regiã oeste deve avançar para a fase verde de flexibilização econômica nesta sexta-feira (9) e liberar o funcionamento de cinemas, museus, teatros e eventos.

O Plano São Paulo tem cinco fases e vai da vermelha, mais restritiva, passando pela laranja, amarela, verde, até a azul, chamada de “normal controlado”. Para chegar à fase verde a região precisa estar na amarela há 28 dias.

Em julho, o governo mudou a regra inicial e antecipou a autorização de reabertura de teatros, cinemas, salas de espetáculo, realização de eventos culturais e academias de ginástica para regiões que estejam na fase amarela do plano.

Apesar da liberação, as prefeituras têm autonomia para decidir o que e quando deve reabrir.

Pelas regras, serão liberados eventos para até 600 pessoas como convenções, seminários, workshops, palestras e feiras. Festas, no entanto, continuam temporariamente proibidas.

Eventos para mais 600 pessoas precisarão de uma autorização especial da gestão municipal, mas o limite é para até 2 mil pessoas.

Plano São Paulo

O Plano São Paulo, que regulamenta a quarentena em todo o estado, classifica as regiões do estado em cores, determinando quais locais podem avançar nas medidas de reabertura da economia.

Para começar a reabertura do estado em 1º de junho o governo dividiu o território de acordo com as 17 Divisões Regionais de Saúde (DRS).

A Grande São Paulo foi subdividida em outras 6 regiões, uma para a capital e outras 5 para cada grupo de cidades da Região Metropolitana. A flexibilização da quarentena é feita de modo diferente em cada uma dessas regiões.

Três regiões de SP têm aumento de mortes, mas nova regra do governo Doria impede endurecimento de quarentena

Os critérios que baseiam a classificação das regiões são:

Veja as principais regras de cada fase:

Sair da versão mobile