Ame a vida seja um doador de órgãos

Cidades

O empresário Ivo Lopes recém transplantado, passou por uma luta em 2014. Hoje recuperado descreve a todos que ser doador de órgãos é amar vidas. Ivo Lopes agradece sempre por sua vida. “Primeiramente a Deus e segundo aos familiares da doadora do órgão (fígado). Uma mulher de 48 anos, que salvou minha vida.”
A plena recuperação trouxe Ivo a importância de ser um doador de órgãos. “As pessoas têm que se conscientizar que uma vida é extremamente preciosa, Se você é um doador de órgão, você pode salvar até 20 vidas.”
Para ser um doador é preciso comunicar à família, pois somente parentes podem autorizar a doação. Hoje no Brasil existem inúmeras pessoas na fila de espera por um transplante.
No primeiro caso, o doador é capaz de salvar mais de vinte pessoas, podendo doar córneas, coração, fígado, pulmão, rim, pâncreas, ossos, vasos sanguíneos, pele, tendões e cartilagem. O doador em vida, por sua vez, deve ter mais de 21 anos e boas condições de saúde. A doação ocorre somente se o transplante nãocomprometer suas aptidões vitais. Rim, medula óssea e parte do fígado ou pulmão podem ser doados entre cônjuges ou parentes de até quarto grau com compatibilidade sanguínea. No caso de não familiares, a doação só acontece mediante autorização judicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *