Advogada de Osasco faz cartilha para alertar mulheres sobre violência doméstica durante a pandemia

Capa Cidades

“Não me venha falar na malícia de toda mulher, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é…” Com esse trecho da canção composta por Caetano Veloso que a advogada Wal Torres decidiu fazer uma cartilha para as mulheres, o assunto principal do documento é a violência doméstica. “Com a cartilha que eu criei quero conversar com a mãe, mulher, filha, avó, cunhada, nora, amiga, conhecida, enfim, me dirijo a todo o universo de mulheres brasileiras, de todas as classes sociais e de todos os níveis econômicos, onde só nós sabemos a dor e a delícia de sermos mulher em nosso País, que infelizmente, ainda cultiva a força do machismo e da violência para nos silenciar e nos tornar submissas aos mandos e desmandos de nossos maridos, companheiros, filhos e diversos parentes do sexo masculino”, comenta a advogada osasquense.

De certo, a violência doméstica que muitas mulheres sofrem diariamente no silêncio de seus lares, jamais será conhecida e escancarada. “Estou assustada com o gigante aumento da violência em nossos lares neste período de pandemia em razão do isolamento social para contermos a expansão do coronavírus. A verdade é que, para o bem de nossa família estamos recolhidas em nossos lares para deter a ameaça deste letal vírus (coronavírus), contudo, tenho visto que este isolamento tem se tornado um verdadeiro cárcere privado, para a pratica de violência, causando muito temor, tristeza e pânico em muitas mulheres de nossa cidade, que frequentemente me procuram buscando socorro e relatando os horrores sofridos na convivência com seus maridos e companheiros, que estão cada vez mais agressivos, controladores e violentos motivados pelo excesso de bebida alcoolica e a falta de dinheiro e trabalho neste período”, diz Wal Torres.

Na condição de mulher, cidadã e advogada atuante em prol da defesa das mulheres, a advogada Wal Torres tenta amenizar o sofrimento das muitas mulheres. “No dia 22 de abril me enchi de coragem, fui ao gabinete do prefeito Rogério Lins e solicitei através de ofícios a sua atenção para a criação com urgência do Juizado Especial de Violência Doméstica em nossa cidade de Osasco, bem como, a disponibilização de delegacia da mulher que funcione 24 horas ininterruptas, para que as mulheres osasquenses possam ao menos buscar ajuda e defender suas vidas e direitos. Não posso reclamar, o Prefeito foi muito atencioso aos meus pedidos e entende a urgência e necessidade; enquanto aguardamos, resolvi preparar e disponibilizar em minhas redes sociais uma singela cartilha sobre violência doméstica, com a lista de serviços e locais para procurar ajuda neste período de pandemia, para minhas amigas, clientes e todas as mulheres que necessitar defender-se neste período”, finaliza a advogada.

Para ter acesso a cartilha acesse: www.drawaltorres.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *