Barueri realiza a soltura de 94 aves vítimas de tráfico

Capa Cidades

Na manhã desta quarta-feira (dia 28), o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Barueri (Cetas) realizou a soltura de 94 aves no litoral paulista. As aves deram entrada no Centro no período de 2019 a 2021, vítimas de tráfico. A ação ocorreu na cidade de Caraguatatuba.

As espécies incluíam os popularmente conhecidos Tucano de bico verde, Coleirinho, Baiano, Brejal, Cigarrinha, Pintassilgo, Periquitão, Periquito rico e Trinca ferro. As aves passaram por reabilitação, permanecendo sob os cuidados da equipe do Cetas até estarem aptas à soltura.

De volta ao habitat
Na quinta-feira (dia 22), o Cetas, em parceria com a Polícia Militar Ambiental, realizou a soltura de um cachorro-do-mato. Essas ações de soltura, além de devolverem os animais ao seu habitat natural, ainda ressaltam a importância da preservação dos remanescentes de Mata Atlântica, vitais para a subsistência das espécies selvagens.

A bióloga Nátali Novelli alerta sobre o risco de retirar os animais do seu local e as consequências do desmatamento. “Muitos animais são retirados do seu local de origem causando um desequilíbrio na fauna, seja retirando o animal ilegalmente ou soltando em outro lugar. Além de consequências ao próprio animal, como estresse, desequilíbrio nutricional, incapacidade de voo, de busca de alimento, vida em grupo e reprodução. Outro agravante à nossa fauna é o desmatamento, que leva muitas espécies a terem de invadir outros espaços em busca de alimento e abrigo, podendo até mesmo levá-las a extinção”, sinaliza a profissional.

A redução de áreas verdes resulta na migração desses animais para o ambiente urbano e essa interação pode causar acidentes com efeitos drásticos e irreversíveis, como o que ocorreu recentemente com um gavião recebido pelo Cetas em 19 de julho.

1 thought on “Barueri realiza a soltura de 94 aves vítimas de tráfico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *