“Boa Noite Brasil”

Colunistas Tony Auad

Hoje inicio a minha coluna comentando a frase marcante de Abelardo Barbosa (Chacrinha) que na TV nada se cria tudo se copia.

Baseado nessa frase, a Record TV está anunciando para sua grade de programação em 2021 a volta de Geraldo Luís às quartas-feiras a noite.

O título do programa será “Boa Noite Brasil” aonde o formato do programa vai contar com uma mistura de grandes reportagens, humor e entrevistas, o que não é nenhuma novidade na TV Brasileira.

O título “Boa Noite Brasil” já foi utilizado duas vezes pela Rede Bandeirantes de Televisão, que deteve a marca por mais de 20 anos.

A primeira vez foi em um programa sob o comando de Flávio Cavalcanti em 1982. Na época exibido diariamente onde a audiência dava a liderança à emissora.

O programa era muito polêmico além de um quadro que Flávio Cavalcanti quebrava discos das músicas das quais não gostava e criticava muito o ínterprete.

Nessa época, o apresentador eternizou o bordão “Nossos comercias por favor”. Em 2003, a Band reeditou o programa a noite desta feita apresentado por Gilberto Barros.

Entre outras coisas Gilberto recebia celebridades para participar do quadro “A Máquina da Verdade” onde quem omitisse sobre qualquer assunto a máquina acusava.

A bem da verdade, o nome “Boa Noite Brasil” já venceu o registro e que hoje tem o direito segundo o Instituto Nacional de Propriedade Intelectual a empresa “Caesars Network “o que pode dificultar a Record para utilizar a marca.

Frase Final: A Mentira, tem pernas curtas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *