Com apoio de Lins e Renata Abreu, Gelso Lima assume presidência do Podemos Osasco

Destaque Política

O economista Gelso Lima, atual secretário de Emprego, Trabalho e Renda de Osasco, assume, nos próximos dias, a presidência do diretório municipal do Podemos. Ele retorna à legenda com a missão de fazer com o que o Podemos tenha bom desempenho nas eleições de 2022. Para isso, deve coordenar a campanha à reeleição de Renata Abreu para o cargo de deputada federal na cidade, além da campanha para eleição de um estadual.

“Assumir a presidência do Podemos é uma honra. Fui militante de um partido aqui na cidade por quase três décadas, mas nunca tive a oportunidade de presidir essa sigla, então quando fui convidado a presidir o partido do prefeito, que tem a maior bancada dos vereadores na Câmara e do qual fazem parte a maioria dos secretários municipais, foi mesmo uma honra. O Podemos é um partido forte, que vem demonstrando um crescimento extraordinário. Minha contribuição nesse desafio será pautada na organização, porque eu sou muito partidário”, explicou.

“Minha meta é transformar o Podemos em um partido ainda mais robusto do ponto de vista da capilaridade. Para tanto, a primeira iniciativa como presidente é iniciar uma grande campanha de filiação para que a agremiação tenha mais filiados do que o PT e o PSDB juntos, que foram os dois partidos que governaram a cidade por 24 anos e que já foram referência em números de filiados”, completou.

Gelso não poderia chegar à presidência do Podemos em melhor hora. O partido cresceu 230% nas últimas eleições em número de prefeitos eleitos, em comparação à 2016. De 30, a sigla saltou para 99 prefeituras. Na eleição para vereadores, o Podemos também teve resultado excepcional praticamente dobrando sua bancada de vereadores em todo o Brasil, ampliando de 764 para 1524 eleitos. Em Osasco, são três. Fundado há apenas 3 anos, o Podemos é um dos partidos que mais crescem no país. Mesmo com pouco tempo de criação, a sigla já conta com a terceira maior bancada no Senado Federal e possui 10 deputados federais.

Aprovação do Diretório Nacional – Gelso Lima assume a presidência do Podemos Osasco com o incentivo da presidente nacional do partido, Renata Abreu. “A Renata me convidou para ser coordenador regional do Podemos e cuidar da estruturação das candidaturas aqui na região. Mas na ocasião declinei do convite após conversas com o prefeito Rogério Lins, porque assumi compromisso junto à secretaria de Emprego, Trabalho e Renda, e as duas coisas eu não faria bem. Mas claro, eu sou super envolvido com essas questões, então não tem muito jeito… Em 2022 queremos ter um deputado federal, e a Renata será a candidata. Osasco é a segunda cidade que mais vota nela após a capital então estou totalmente disponível para organizar esse eleitorado e coordenar a campanha dela. Foi ela que me abriu as portas, me deu oportunidade em Osasco e fora da cidade. Eu coordenei o mandato dela por um período, tenho uma relação de respeito e fidelidade à Renata. Nós vamos também eleger um deputado estadual do Podemos. Essa é a minha meta, mas claro que preciso da autorização do prefeito para isso”.

Porque Gelso Lima? – Gelso carrega experiência de mais de 30 anos na política e na administração pública. Iniciou sua carreira na Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), onde atuou por cerca de 20 anos. Começou como mensageiro e chegou a analista de sistemas. Foi eleito presidente do Conselho de Representantes dos Funcionários e presidente da Ascetesb – Associação dos Funcionários da Cetesb. Foi, ainda, secretário municipal de Governo, Comunicação, Saúde, Assistência Social e Indústria, Comércio e Abastecimento de Osasco, CEO da Prodam e chefe de gabinete da Subprefeitura de Casa Verde/Cachoeirinha. Na política, sua visão do macro, sua experiência e seu bom relacionamento com os diversos atores da cidade resultaram em campanhas vitoriosas nos últimos pleitos, incluindo o de 2016 e o de 2020, coordenadas por ele, e que ajudaram a conduzir Rogério Lins ao cargo de prefeito de Osasco.

Em relação à essas duas campanhas, ele atribui a vitória ao bom perfil do candidato que ele estava apoiando. “A vitória de cada candidatura depende de uma série de fatores: no caso do Rogério, ele tem o perfil adequado, é jovem, extremamente carismático, soube entrar com bastante altivez na problemática da Covid-19 enquanto uns negaram ou minimizaram o problema… Ele trabalhou, enfrentou, soube usar as Unidades de Saúde, fez as reformas necessárias, optou por não fazer as tendas de atendimento que são provisórias… Ou seja, vai deixar um legado pós-pandemia. Acho que os outros atores não souberam, na minha avaliação, se posicionar, tiveram dificuldades. Nesse contexto, quem estava na máquina, quem tem uma rede social como a do Rogério e tem facilidade de se comunicar como ele, saiu na frente. Na contramão, a principal força política de oposição na cidade, que ainda é o PT, estava fragilizado no Brasil inteiro, quem poderia emergir não soube aproveitar a oportunidade, e o Rogério saiu vencedor. Pelos méritos dele, conseguiu unir forças que foram contrárias em 2016, como por exemplo o Lau Alencar que é bem articulado na cidade, o Jorge Lapas que foi o principal opositor dele, a família Rossi que reivindicou um espaço maior e ele também manteve no governo… No final, ele desarticulou a equipe do Lindoso e nos trouxe para a dele, junto com 4 partidos… Enfim, uma série de fatores contribuíram para essa vitória”.

Bom trânsito – Gelso é um secretário coringa em várias administrações. Para este feito, ele conta o segredo. “Minha vantagem é que eu não sou especialista em nada e quando você não é especialista, você ouve mais. A gente tem que ter respeito por aqueles que estão na ponta e conhecem as especificidades de cada assunto, então eu junto essas pessoas, crio um clima de harmonia e são elas que fazem com que o trabalho apareça. Não tenho mérito em nada, a não ser em juntar as pessoas certas para elas apresentarem as soluções dos problemas”.

Atualmente, ele é o dirigente da Secretaria de Emprego, Trabalho e Renda, tendo assumido o cargo em um momento muito sensível para a Economia. “Saúde e Emprego são as duas grandes preocupações hoje, nesse momento de pandemia, para qualquer gestor público. Mas nossa missão é pensar em políticas que ajudem o osasquense com isso. Estamos em uma secretaria que junta os empresários que têm necessidades da mão-de-obra e as pessoas que estão desempregadas, mas nem sempre conseguimos recolocar o candidato no mercado porque o que temos percebido, é que o perfil profissional da pessoa que procura o emprego não atinge a expectativa do empregador. Então estamos fazendo um trabalho de qualificação profissional das pessoas, buscando parcerias que nos possibilite sucesso nessa empreitada. Fechamos uma no início do ano com o Sesi e o Senai, por meio do Sebrae, que abriu vagas para cerca de 6 mil pessoas fazerem cursos, tanto presenciais quanto EAD. Além disso, estamos aprimorando o trabalho de sensibilização das empresas para que elas nos usem como ferramenta de RH”, disse.

Perguntado sobre os boatos que circulam nos bastidores sobre sua possível nomeação para a secretaria da Saúde, ele confirmou que o prefeito Rogério Lins pretende promover mudanças no secretariado no segundo semestre, mas disse que não sabe quais secretários serão trocados de posição e quais deixarão o time. Se os boatos se confirmarem, a população poderá contar com a experiência dele na área, já que Gelso foi o secretário de Saúde que mais permaneceu no cargo na história de Osasco. Foram sete anos (de 2006 a 2012), período em que foram implantados diversos programas no município, com destaque para o Parto Humanizado, o Saúde da Família, a Farmácia Popular e o Samu.

Prefeito em 2024? – Ele também foi questionado sobre a possível candidatura a prefeito de Osasco no pleito de 2024, mas declinou de discutir o assunto por entender que é precoce falar disso agora. “Sou radicalmente contra a antecipação do debate de 2024, mas se lá na frente existir alguma conjunção favorável, podemos conversar. A eleição de 2024 passa pela de 2022, quando podemos ter novos ‘players’ na disputa. Todo mundo sonha em ser prefeito da cidade onde nasceu, então o sonho existe, mas eu tenho os pés no chão. Esse tem que ser um sonho coletivo e não só o meu. Então no momento certo, vamos apoiar quem o prefeito indicar para sua sucessão”.

 

1 thought on “Com apoio de Lins e Renata Abreu, Gelso Lima assume presidência do Podemos Osasco

  1. Parabéns gelso vc e merecedor de tudo de bom um lider nato sua humildade e transparencia te levou aonde esta voe alto vc merece felicidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *