Diário de um Melasma com Patyziul

Já faz um tempo que sofro com o melasma, acredito que quando completei 30 anos meu melasma veio piorando cada vez mais, mesmo eu tomando todos os cuidados, sinto que qualquer descuido que tenho meu rosto fica horrível. E quando falo em descuido não estou referindo em ficar com meu rosto exposto ao sol, apenas o fato de entrar em um carro que ficou no sol e o próprio mormaço deste carro já considero um perigo para ativar meu melasma, acredite se quiser.

Uso muita maquiagem para disfarçar as manchas escuras, mas quando não consigo fazer maquiagem e tenho que sair por algum motivo correndo, fico morrendo de medo de encontrar alguém conhecido. Lei de Murphy né?!?, sempre encontro.
Com isto passei a odiar o verão e evitar ir à praia por conta deste problema, que infelizmente não existe tratamento.

Aliás, em falar sobre tratamento, perdi a conta de quanto já gastei.
Já fiz um monte de tratamentos caseiros, estéticos e fui a dermatologista, produtos já experimentei milhares, mas tive algumas experiências nada boas, e algumas com aquele efeito rebote, que em vez de melhorar acentuou o problema.

Enfim, venho pesquisando muito, sobre o assunto e fiz duas descobertas, a primeira o aparelho Spectra XT e a segunda descoberta foi que o aparelho Spectra XT tem pertinho de casa, na Clínica Gianoto, então resolvi fazer uma experiência com direito a um a “diário de um melasma”, pois do mesmo jeito que me incomoda, pensei o quantas outras mulheres devem sofrer com o mesmo problema que eu.

Neste diário vou mostrar vídeos do procedimento, como está sendo o resultado.

O que é Melasma? É o surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode acometer, braços, pescoços e colo. Afeta mais frequentemente as mulheres, podendo ser vista também em homens. Não há causa definitiva, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez, principalmente a exposição solar. O desencadeamento acontece também com exposição à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética também influencia no surgimento desta condição.

Sintomas: Manchas escuras ou acastanhadas começam a aparecer na face, principalmente nas maças do rosto, testa e nariz e lábios superior. Ou em braços, pescoço e colo. As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas.

Tratamentos: O dermatologista é o profissional mais indicado para diagnosticar e tratar esta condição. Os tratamentos variam, mas sempre compreendem orientações de proteção contra raios ultravioleta é a luz visível, que deve ser redobrada quando se inicia o tratamento. As terapias disponíveis são o uso de medicamento tópicos e procedimentos para clareamento. Dentre os procedimentos mais realizados estão os peelings e aplicações de luzes ou laser. É importante salientar, entretanto, que o tratamento do melasma sempre prevê um conjunto de medidas para clarear, estabilizar e impedir que o pigmento volte.

Prevenção: a maior prevenção para o melasma é a proteção solar. As medidas de proteção devem ser realizadas diariamente mesmo que o dia esteja nublado ou chuvoso. Como o melasma pigmenta também com a luz visível, os filtros solares comuns não protegem totalmente as pessoas com melasma. Por isto deve se associar à fotoproteção filtro físicos, que protegem totalmente da luz visível. Outra medida importante é a reaplicação do filtro solar, para manter a proteção adequada durante o dia. As pessoas com melasma devem também utilizar roupas, chapéus, bonés, óculos escuros, sombrinhas e guarda sol. Toda medida que evite a exposição solar da região acometida deve ser estimulada.

As informações técnicas sobre o melasma foram colhidas junto  a doutora Raquel Leal Murad.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here