“Estava muito ansiosa para que chegasse esse dia”, diz osasquense Maria Luiza Necundes

Cidades Destaque

A primeira dose aplicada em Osasco da Coronavac foi na Maria Luiza Necundes, a primeira profissional da rede municipal de saúde a ser vacinada contra a COVID-19. “Estava muito ansiosa para que chegasse esse dia, mas agora já passou o nervosismo e me sinto honrada por ser a primeira a ser vacinada”, contou.

A terça-feira, 19/1/2021, entrou para a história de Osasco. A cidade recebeu os primeiros 7.920 imunizantes contra a covid-19. O prefeito Rogério Lins acompanhou a chegada das vacinas da Coronavac enviadas pelo governo do Estado e também as primeiras 14 imunizações de profissionais da Saúde do município, na Policlínica da zona Norte, no Jardim Piratininga.

“É um momento de muita emoção e esperança de dias melhores para todos os nossos profissionais da Saúde e de nossa população”, disse o prefeito.

Do total de imunizados, dois são médicos, dois enfermeiros, sete técnicos de enfermagem, um auxiliar de enfermagem, um da área administrativa e outro auxiliar de higiene da Policlínica Norte, que atuam diretamente com pacientes de covid-19.

A auxiliar de enfermagem Maria Luiza Necundes, 56 anos, que tem 30 anos de profissão e há 15 atua na rede pública municipal, foi a primeira vacinada. “Estava muito ansiosa para que chegasse esse dia, mas agora já passou o nervosismo e me sinto honrada por ser a primeira a ser vacinada.”

O médico generalista, James Willames Pires Barbosa, 32 anos, que atua na atenção primária na rede municipal (na Policlínica Norte, no Hospital Antônio Giglio e no Pronto-Socorro do Jardim D’Abril) também recebeu o imunizante.

Emocionado, relatou como tem sido o trabalho dos profissionais da Saúde na linha de frente do combate ao coronavírus. “É um trabalho exaustivo, mas estamos nos dedicando 100% aos pacientes e também aos familiares que chegam em busca de informações, de alento. Também tivemos perdas de colegas de profissão. Esperamos que com esse momento histórico (a chegada das vacinas), em breve possamos dar um fim a essa pandemia que  tanto vem causando dor e sofrimento em nosso país”.

O profissional destacou que apesar do início da imunização a população deve seguir com os cuidados necessários para evitar o contágio, como o uso constante de máscaras, higienização das mãos e evitar aglomerações. “A exemplo de muitas famílias, nós também ficamos muito tempo sem poder ver nossos familiares. Às vezes somente pelo celular. É preciso seguir com os cuidados. Mas é nosso trabalho. Sabemos de nossa responsabilidade social e moral nesse momento”, completou o médico.

Segundo o prefeito Rogério Lins, foram solicitadas aos governos estadual e federal 216 mil doses da vacina, quantidade para atender os profissionais da Saúde e idosos acima de 60 anos na primeira fase de imunização na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *