Jogadora de vôlei do Barueri sofre ataques racistas durante partida

O pai da jogadora do time sub-17 do Barueri Isabelle Venâncio relatou ofensas racistas sofridas pela filha em partida contra o Sesi-Bauru, pelo estadual da categoria, disputada na última quarta-feira, em Bauru. O jogo foi vencido pelo Sesi-Bauru por 3 sets a 2.

Segundo Gilmar Venâncio, morador de Osasco, a jogadora foi chamada pelos torcedores do time do interior paulista de “macaca e outras coisas”. Ele usou as redes sociais para fazer um desabafo sobre o episódio.

– Um pai indignado. Na noite de ontem (22/05), minha filha foi até Bauru defender o Barueri sub-17 contra o Sesi-Bauru. E se os casos de racismo que acompanho nos noticiários já são revoltantes, imagine sendo com minha filha. A torcida local a chamando de macaca e outras coisas. Fui buscar ela agora a pouco e quando a vi tive que conter o choro, com aquele aperto no peito. Na revolta de eu não estar por perto. Que se estivesse, iria dar merda de verdade – disse o pai através de uma rede social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here