Livre para disputa

O prefeito de Barueri Rubens Furlan está livre para disputar sua reeleição em outubro de 2020. A decisão do TRE/SP, foi pelo desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos, que acolheu o recurso dos advogados do prefeito na segunda-feira, dia 16. Com isso Furlan deve sair candidato à reeleição. Se bem que o MPE – Ministério Público Eleitoral deverá recorrer da decisão e o caso inevitavelmente chegará ao TSE. Mas a recente decisão servirá de parâmetro e tudo leva a crer que o prefeito de Barueri não deve mais enfrentar barreiras. Tido como, uma ou, a principal liderança da Região Oeste o prefeito Furlan, sonha com o governo estadual. Sua vitória em 2020, se ocorrer, deverá ser a alavanca para 2022.
A decisão joga por terra os desejos de Fabio Teruel para a disputa em Barueri.

Caso vem desde 2011

Uma derrapada política ocorrida em meados de 2011, vem causando esse prejuízo político ao prefeito da vizinha cidade Barueri. Furlan havia sido condenado por ter utilizado o Ginásio de Esportes para, de acordo com a acusação, fazer propaganda antecipada para Carlos Zicardi e Cilene Bittencourt, que no ano seguinte concorreriam a prefeito e vice-prefeita de Barueri. Derrotados, o vitorioso naquela oportunidade foi Gil Arantes (DEM), que dois anos antes foi reeleito deputado estadual com a ajuda e apoio de Rubens Furlan, que naquela oportunidade sentiu-se traído.

Um vírus parando o planeta

Prefeitos de todo o país, estão perdidos e preocupados com o futuro de suas cidades, principalmente aquelas com mais de 100 mil habitantes. Ainda num ano eleitoral, em que muitos prefeitos tentarão a reeleição, com projetos importantes para suas cidades, Um curto prazo de tempo para a campanha e obrigatoriamente prestar contas à população, Complicado se levar em conta a rápida queda de arrecadação. São muitos projetos lançados. A esperança é que tudo dê certo.

Confiar em Deus

Esse é o momento de união, em torno de algo nunca esperado pela população. A incerteza do futuro é algo aterrador. Principalmente àqueles que não tem como parar de trabalhar. O salário mensal já é pouco, imagine como será daqui para frente com o imenso desemprego em vista, com comércios fechados, fabricas dispensando. Portanto, resta rezar, orar e pedir a Deus ajuda para que o mais rápido possível aconteça uma solução. Uma vacina, ou um medicamento eficaz.

Sessões fechadas

A Câmara de Osasco, obrigatoriamente fechou as portas para a população; àqueles aficionados em frequentar o Legislativo nas duas sessões semanais, principalmente. Nem mesmo nós jornalistas, podemos participar. Uma situação em que vereadores com mais de 60 anos poderão ficar em casa; Jair Assaf, Toniolo, Mario Guide, Regia Sarmento e Didi devem estar com restrição pela idade. A situação é a mesma em Itapevi. Por lá, só podem frequentar as sessões os servidores do Legislativo e do Executivo; esses se forem convidados.

A dependência Lins

Em Osasco, a campanha começará a ter curso, após 3 de abril, data final para a janela e filiação partidária. O foco principal está no prefeito Rogerio Lins, atualmente no Podemos e com convites de transferência para o DEM e ou PSD. O “não sei se vou, não sei se fico” continua após Rogério prometer que a definição seria dada em breve. Como ele não dá nenhuma indicação ou norte sobre a questão, fica difícil fazer apostas certeiras. Dependendo de sua decisão muitas filiações deverão ser seguidas pela opção que o prefeito anunciar, isso aos pré-candidatos a vereador, bem como a escolha do vice. Estamos no aguardo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here