Morador de Itapevi que bateu cabeça durante mergulho em Maragogi morre em hospital à espera de maca para pessoas obesas

Capa Cidades


Segundo a família, Rodrigo Pereira, de 36 anos, pesava 180 kg, e morreu em hospital de Coruripe à espera de transferência para Maceió, porque não havia maca especial para obeso.

Um turista de São Paulo que sofreu uma lesão grave na coluna após mergulhar em área rasa em Maragogi, no litoral de Alagoas, morreu no sábado (22) no hospital em que estava internado desde o acidente, no dia 16 de junho.

O comerciante Rodrigo Pereira dos Santos, de 36 anos, era de Itapevi (SP) e estava de férias em Alagoas com a esposa e amigos.

Segundo familiares e amigos, Rodrigo Pereira pesava 180 kg, e após o acidente, foi encaminhado a uma UPA e depois ao hospital de Coruripe, onde morreu à espera de transferência para exames em Maceió porque o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) não tinha maca que comportasse o peso dele. Enquanto isso, ele sofreu três paradas cardíacas.

O Samu disse à TV Gazeta que todas as informações relativas à transferência do paciente de Coruripe para Maceió estão sendo apuradas.

“Ele mergulhou. Caiu de cabeça. Bateu a cabeça. Como ele era forte, pesado, tinha 180 quilos, já teve a dificuldade para transportar ele na ambulância. Levaram ele para o hospital de Coruripe. Lá ele ficou internado desde domingo (16). Não fizeram exame porque não tinha recursos. A ambulância não tinha recursos para carregar ele por causa de peso, por causa de espaço na ambulância, porque ‘a maca não aguenta’, disse Charles Oliveira, amigo da família.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *