Moradoras de Osasco se unem em Mandato Coletivo

Capa Política

Pré-Candidatas a uma cadeira no legislativo Osasquense, as mulheres do Coletivo Agora é com Elas, são militantes antigas do Partido dos Trabalhadores de Osasco e há tempos atuam como ativistas sociais na luta por direitos e garantias fundamentais do cidadão na cidade. Este ano, Zelia Patrício, Débora Dias  e Flavia Mey, decidiram  entrar para a disputa eleitoral e escolheram o jeito novo de fazer política: o mandato Coletivo, que vem ganhando adesões nas cidades brasileiras. “Resolvemos somar nossas experiências para ampliar a representatividade nas decisões políticas de interesse da população” reforçou Zélia, professora do ensino básico e Conselheira de Educação do município, que terá o nome aparecendo para o eleitor na urna.
Na prática, um Mandato Coletivo consiste em fazer uma gestão parlamentar mais democrática, com maior participação popular e presença dos coletivos que integram o mandato  nas decisões do gestor político. É a busca por representatividade numa sociedade cada dia mais plural. “Nossa frente de atuação continuará a cobrar políticas públicas que defendemos ao longo de nossa história e que nos trouxeram até aqui, como a proteção à mulher,  moradia digna, educação pública de qualidade e o combate ao racismo, que tem tirado vidas e ampliado o cenário de violência nas cidades”, reforçou Débora Dias, membro da executiva Estadual do  CONEN –  Coordenação Nacional de Entidades Negras.
Esta é a primeira experiência do PT de Osasco nesse novo formato. “Estamos otimistas com a receptividade dentro do Partido e conectadas com o  eleitor da cidade, que tem elevado a audiência das nossas redes sociais, participado ativamente das discussões que resultarão em propostas de campanha. Isso prova que o cidadão Osasquense tem o que falar,  quer ser ouvido e espera ser efetivamente representado,  sinalizando que estamos no caminho certo  ” afirmou Flávia, professora efetiva do município.
Amigas de longa data e companheiras de luta, elas acreditam que a pandemia do novo Coronavírus descortinou uma nova realidade:  a necessidade de se organizar de forma coletiva para enfrentar as adversidades. Elas esperam repetir em Osasco,  as conquistas dos grupos que se elegeram em 2019, como a Bancada Ativista na Assembleia Paulista e a Juntas, em Pernambuco. Domingo (13/09) elas participam da Convenção do PT que este ano será online e oficializará as candidaturas petistas para as eleições municipais que acontecerão em novembro, em todas as cidades brasileiras.

1 thought on “Moradoras de Osasco se unem em Mandato Coletivo

  1. Acredito muito nesse formato coletivo, ainda mais por mulheres pretas periféricas. Precisamos de mudança, o coletivo Agora é com elas tem meu apoio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *