Nem o câncer feroz abate esse mestre que celebra 11 anos de projeto social em Osasco

São onze anos de hapkidô social no Conjunto dos Metalúrgicos, zona Sul de Osasco, projeto lançado pelo mestre Julio César, reverenciado nas artes marciais como mestre Tato. Ele vem da linhagem do grão-mestre Norberto Serrano Junior, fundador do Scientific Hapkido System, método desenvolvido especificamente para a realidade urbana.
Mestre Tato conseguiu um espaço na rua Expedito Izídio Andrade, 203. No local há uma loja de autopeças e o dono cedeu a parte de cima para o projeto social. Mestre Tato não tinha nada de concreto ainda, apenas a ideia; mas ele teve apoio direto e reto do proprietário Júnior Lira e iniciou a jornada. Desde então são 11 anos de parceria e bancando apenas as despesas de luz e água. Sim, o dono do local não cobra aluguel por ver a importância social desse projeto.
Lutando contra todas dificuldades, mestre Tato vem conquistando alunos ano a ano. Como a missão é social, naturalmente que não há cobrança de mensalidade. Tudo no projeto é voluntário. Recentemente e nas comemorações dos 11 anos, por exemplo, mestre Tato recebeu presente mais que importante, o tatame.
Se o hapkidô vem até agora mantendo o projeto em alta no Conjunto dos Metalúrgicos, é sinal de estabilidade e raiz forte. Sim, mestre Tato tem muito o que comemorar. No entanto, somente os mais próximos testemunham outra luta que ele trava, uma luta feroz. Durante esses anos de batalha intensa pelo projeto, mestre Tato vem se mantendo à base de medicamentos extremos e de quimioterapia – ele tem câncer nos ossos e cada dia é dia de combate à dor e às consequências dos próprios remédios.


Muitas aulas ele cumpre no sacrifício, para que os alunos não percebam que sob aquele kimono há um corpo rangendo de dor – o mestre não demonstra abatimento. Certo, vez ou outra ele deixa escapar algum desabafo mas é mais pela preocupação com o projeto do que com a doença propriamente. Mas hoje ele já tem um faixa-preta formado ali, situação que lhe dá importante tranquilidade para se ausentar quando a dor for mesmo insuportável. Perguntado sobre o motivo de se empenhar nesse trabalho voluntário e ainda enfrentando a crueldade do câncer, mestre Tato resume que ajudando pessoas é uma forma de contribuir com o futuro do País.
Muitas vezes debilitado por conta do tratamento, nunca ele usa disso para justificar qualquer situação. Ao contrário, mestre Tato é lição absoluta como guerreiro valente que não se entrega. Cada dia no tatame é um dia de vitória para ele. Mais informações sobre o hapkid que o mestre mantém no Conjunto dos Metalúrgicos estão na página do projeto no Facebook: https://www.facebook.com/shscomtato.

1 COMENTÁRIO

  1. Boa tarde!

    Prezados,

    amei a matéria, sou aluna do projeto e apesar das dificuldades enfrentadas, este projeto tem trazido vários benefícios para a comunidade. Precisamos de doações e apoiadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here