O conto abusivo de fadas

Colunistas Talita Andrade

Ele é o amor da sua vida, mas diz que você não deveria usar um short tão curto. Ele te ama tanto, que não quer que você saia com suas amigas para não ser assediada na rua. Ele te valorizou ao dizer que seu chefe te promoveu para passar mais tempo com você.
E nisso, você vê amor, proteção, carinho e cuidado. É tudo o que um relacionamento precisa, não é? Até o ciúme que ele sente traz uma sensação quentinha, de orgulho – Que bobo, achar que você tem olhos para outra pessoa.

-Ele pede pra você mudar atitudes, diz o que o agrada, mostra como você pode ser mais fantástica se deixar pra trás a essência de antes, de quando você ainda não era a mulher da vida dele. E você muda, agrada, se torna o ideal para aquele homem que tanto te ama, do jeitinho que você é – do jeito dele -.
Mas parece que falta algo! O que será esse vazio que está se abrindo dentro de você? Por que será que quando ele não está contigo, se sente insegura e incapaz? Você percebe que a presença dele te dá vida. Ele é o seu lar! E você o ama tanto, que precisa que ele note e aprove todas as coisas que faz. Sempre mostrando o quanto é perfeita e insubstituível.

E depois de tanto ceder, tudo bem que ele saia sozinho, mesmo te chateando… Afinal, ele tinha uma vida antes de você.
A verdade é que você caiu na maior roubada da sua vida. Você vai perceber, mais cedo ou mais tarde, fica tranquila! Suas amigas vão tentar abrir seu olho, e assim você vai notar pontos ruins nessa relação.
Mas, ao contar para ele – porque entre vocês não há segredos – ele, o homem da sua vida, vai dizer que elas estão com inveja do relacionamento incrível que vocês têm. E acaba parecendo obvio esse argumento. Porque ele é o seu melhor amigo, te ama e quer a sua felicidade.

Para ter o amor e a atenção dele, você se afasta dos seus amigos e família. E do nada ele começa a ver defeitos em ti. Mas como? Se você mudou exatamente como ele queria.

Com o passar do tempo, ele diz que você perdeu a beleza, alegria e o brilho no olhar, te comparando com outras mulheres.
O ciúme passa a te consumir, a carência te sufoca e você se enxerga feia. Você está sempre se desculpando, preocupada se ele está satisfeito ou não.
Como voltar a ser interessante para o homem mais incrível que te escolheu para dividir a vida?

E assim, você mora mais um tempo nesse buraco vazio fantasiado de amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *