Osasco abre inscrições para Casamento Comunitário 2021

Cidades Destaque

A Prefeitura de Osasco, por meio do Fundo Social de Solidariedade, abriu inscrições para a 27ª edição do Casamento Comunitário 2021, tradicional evento que acontece anualmente.

Os interessados deverão comparecer na Avenida Lázaro de Mello Brandão, 140, Vila Campesina, das 9 às 12h e das 14h às 16h, de segunda a sexta-feira, com a documentação completa (original e cópia), conforme relação abaixo.

Dúvidas ou mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (11) 3652-9400.

Confira abaixo a relação completa dos documentos originais e cópias necessários para realizar a inscrição:

Solteiro

Certidão de Nascimento original (atualizada em 3 meses), RG, CPF, comprovante de endereço atualizado em nome do noivo ou da noiva, Carteira Profissional do noivo e da noiva e comprovante salarial dos noivos.

Viúvo

Certidão de Casamento e Certidão de Óbito do cônjuge falecido (atualizada em 3 meses), RG, CPF, comprovante de endereço atualizado em nome do noivo ou da noiva, Carteira Profissional do noivo e da noiva e comprovante salarial dos noivos.

Divorciado

Certidão de Casamento anterior com averbação do divórcio (atualizada em menos de 3 meses), RG, CPF, comprovante de endereço atualizado em nome do noivo ou da noiva,
Carteira Profissional do noivo e da noiva e comprovante salarial dos noivos.

Serviços

Inscrições para o 27º Casamento Comunitário de Osasco (2021)

Data: A partir do dia 20/1

Local: Sede do Fundo Social de Solidariedade

Endereço: Avenida Lázaro de Mello Brandão, nº 140 – Vila Campesina

Mais informações: 3652-9400

9 thoughts on “Osasco abre inscrições para Casamento Comunitário 2021

  1. É bom recordar que casamento civil, exclusivamente, não coloca os nubentes em boa situação com Deus. Casamento é, sobretudo, um Santo Sacramento, sem o qual nenhum homem e nenhuma mulher consegue cumprir suas missões de esposos e pais. Tem de se casar na Igreja Católica para o casamento ser válido para Deus, e obter a ajuda de Deus na manutenção da família que se inicia. Se esta não é a situação da pessoa, ela precisa se converter primeiro, adquirir uma mentalidade católica para se casar e formar família, para depois cuidar do “papel passado”. Sem isso, as pessoas estão apenas se enganando, usando umas às outras para seu prazer venéreo, ofendendo a Deus e programando a infelicidade de todos os envolvidos. A pessoa que quer se casar não pode ser escrava do egoísmo ou do narcisismo, tem de amar fortemente Aquele que nos ama de forma incondicional. Primeiro se converte, coloca a vida sacramental em dia, e depois se casa (para quem abandonou a Santa Igreja ou não faz parte dela ainda). Imaculado Coração de Maria, sede a nossa salvação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *