Osasco foi uma das 3 cidades escolhidas para falar de Segurança em Brasília 

Política

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, foi um dos convidados para expor os investimentos em segurança pública na cidade durante o Seminário Nacional de Guardas Municipais e Segurança Pública, ocorrido em Brasília, na quarta-feira, 29.
“Num Brasil com mais de 5 mil cidades, Osasco foi uma das 3 escolhidas para explanar a Segurança Pública, os desafios, as experiências e a importância de os Municípios receberem investimentos do Governo Federal, para que possam investir mais, equipar e modernizar as polícias municipais”, informou o chefe do Executivo em suas redes sociais.
O convite para apresentar os números da cidade evidencia que Osasco é uma das cidades que mais investe em Segurança Pública.
Durante sua exposição, apresentada a deputados e representantes das forças de segurança do país, o prefeito falou sobre ter dobrado o orçamento da Segurança Pública; realizado concurso público que dobrou o efetivo da Guarda Civil Municipal; da contratação de viaturas mais potentes que são utilizadas nas operações Amanhecer, Lazer e Entardecer Seguro; da aquisição de armas Glock; da criação da Escola de Formação da GCM, além dos investimentos no COI (Centro de Operações Integradas) e o sistema inteligente, com câmeras de monitoramento, integração das forças – polícias Civil e Militar e Guarda Municipal -, dos serviços de emergência – SAMU e Defesa Civil – e do Demutran (Departamento Municipal de Trânsito), para atuação rápida em casos de impacto no dia a dia da cidade.
Lins também apresentou os primeiros índices positivos da integração entre as forças de segurança na cidade e falou sobre a valorização da Guarda Civil Municipal com a instituição do Plano de Carreiras.
O prefeito ressaltou que os investimentos continuam. “Continuaremos trabalhando muito para fazermos de Osasco uma cidade cada vez mais segura”, concluiu.
O Seminário Nacional de Guardas Municipais e Segurança Pública discutiu, principalmente, a importância da inclusão das Guardas Municipais na reforma da Previdência, além da denominação, já que a categoria reivindica ser classificada como Polícia Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *