Osasquense Uyran Presunto conquista cinturão no Future MMA

Destaque Esportes

Presunto venceu ainda no primeiro round com um magnífico mata-leão e garantiu o título da categoria meio médio e pediu chance no UFC.

Uyran Presunto conquistou o cinturão dos meio médios do Future FC MMA na noite desta sexta-feira, 17, em São Paulo contra Luiz Cado, que era o campeão até ser finalizado pelo osasquense.
O combate começou bem movimentado, com Uyran confundindo seu oponente em suas movimentações. Logo em seguida o osasquense conseguiu levar a luta para o solo e buscou o braço de Cado para uma possível finalização, porém Luiz Cado se esquivou bem e tentou recolocar o combate em pé.

Uyran não satisfeito tentou novamente buscar a queda e com a luta já no solo conseguiu pegar Luiz Cado pelas costas e encaixar o braço esquerdo para iniciar o encaixe da finalização.

Cado tentou se desvencilhar de todas as formas, mas com o mata-leão bem encaixado por Uyran Presunto não teve outra alternativa se não dar os três tapinhas que condecorariam o lutador osasquense como o novo campeão da categoria dos meio-médios restando 1:42 min para o encerramento do primeiro round.

“Eu sabia que ele ia querer encurtar, porque na distância ele não iria me encontrar, eu me movimento muito bem, até brinco que o Adesanya está me copiando porque eu sempre entro dançando, eu gosto do que eu estou fazendo, estava meio ansioso e o sensei estava me dizendo que precisamos aprender a controlar estes momentos e curtir. Então agradeço demais a ele por tudo.”

O osasquense ainda falou sobre a preparação e fez questão em citar todos aqueles que participaram do seu treinamento, onde segundo ele foi a junção de pessoas que o querem bem que o ajudaram a vencer.

“No início da pandemia eu perguntei ao Caio (Borralho, outro que conquistou cinturão no Future 12): Como você vai fazer? E ele me respondeu: Vem treinar com a gente!

Eu fui, treinei lá na Combat Club, me receberam de braços abertos. Antes disso eu já treinava com o Buru, que é meu mestre de Muay-Thai Boxe, tem o Carlão meu sensei de Jiu-Jitsu, treinei com Elias Silvério que é meu amigo pessoal, treinei com o pessoal do GAT em Osasco, então foi uma junção de pessoas que que quiseram me ajudar.”

Agora o campão aguarda a direção do Future indicar um desafiante para que ele possa defender o cinturão conquistado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *