Particularidade comportamental dos adolescentes nas escolhas alimentares

Ao despertar da maturidade os adolescentes desejam se sentir mais atraentes fisicamente principalmente as meninas, momento esse onde existe uma fragilidade no domínio das informações que geralmente é obtida de amigos ou mídias e acaba por criarem perfis irreais e até arriscados relacionados a peso, corpo e caindo de cabeça no mundo da dieta.

E a maneira que os adolescentes lidam com a questão da aceitação corporal pode ser decisiva para desencadear transtornos no comportamento alimentar. E desajustes alimentares nessa fase da vida podem trazer danos interruptos como o atraso na taxa de crescimento e até para a evolução da puberdade sem esquecer-se dos comportamentos emocionais, corporais e nutricionais severos comprometendo a vida adulta.

Essa etapa é como se houvesse um desmame, eles passam a ter mais autonomia nas escolhas, diferente da infância quando ainda era imposta pelos familiares e mesmo que desenvolva uma relação boa com a alimentação construída na infância, não é garantia que não vá se modificar no decorrer do tempo.

O consumo alimentar fora de casa e junto a amigos traz mudanças na estrutura e ingestão e tem muito a ver com o que eles pensam, sentem e se comportam, o fator autonomia recém adquiridos levam a comportamentos não tão saudáveis como pular refeições que na maioria das vezes  é o café da manhã, substituir refeições por lanches, aumentando o consumo regular de doces, salgados, fast foods e evitação de atividade física. Não tendo assiduidade no consumo de frutas, legumes, verduras, leites e derivados e consequentemente contribuindo para o aumento do peso.

Onde o fator peso aumentado é motivo para insatisfação e críticas imaturas, a adolescência é marcada por crescimento e desenvolvimento físico e modificações rápidas, porém podem ser complicadas de lidar como o aumento da gordura corporal, principalmente nas meninas, alterações como humor, pessimismo, autoestima são características dessa fase de descoberta.

Para que o hábito não tão saudável se prolongue na vida adulta é necessária a sabedoria e conscientização dos pais e usar da autonomia para incentivar a ter escolhas adequadas estimulando o consumo alimentar com qualidade nutricional, e usar a divisão de responsabilidade é apropriada nessa etapa da vida, porém o acompanhamento dos pais é indispensável, além da alimentação vale destacar orientações relacionados a diferentes tipos e formas corporais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here