Prefeitura de Osasco vai repassar combustível das frotas das demais secretarias à Secretaria de Saúde; ônibus terão intervalo maior

A Prefeitura de Osasco informa que a greve dos caminhoneiros, que provocou o desabastecimento, ainda não interferiu nos serviços municipais essenciais. Portanto, a Prefeitura não vê necessidade premente de baixar Decreto de Emergência ou de Calamidade Pública.
A Prefeitura adotou algumas medidas a fim de garantir os serviços:
. Suspensão dos serviços não essenciais com vistas à economia de combustível;
. Repasse do combustível das frotas das demais secretarias à Secretaria de Saúde, para abastecimento de ambulâncias, caso necessário;
. Manutenção das aulas na rede municipal de ensino, sem prejuízo de fornecimento de merenda;
. Manutenção das rondas da Guarda Civil Municipal, sendo que as viaturas circularão pelos bairros e também serão estacionadas em pontos estratégicos e de maior circulação de público;
. As medidas garantirão a realização dos serviços essenciais, com tranquilidade, até segunda-feira, 28/5.
. Sobre o transporte público, as empresas que atuam na cidade adotaram um intervalo maior entre os ônibus, semelhante ao que realiza aos sábados. No domingo, a frota terá uma redução de 20%.
A Prefeitura de Osasco esclarece também que está acompanhando a paralisação e os seus reflexos e avaliando, junto aos secretários municipais, as necessidades de cada área, a fim de buscar as melhores alternativas para não prejudicar o atendimento ao público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here